O DIREITO INTERNACIONAL DOS REFUGIADOS E OS IMPACTOS DO ACOLHIMENTO: ENTRE A PROTEÇÃO HUMANITÁRIA E O RESPEITO À DIFERENÇA ENTRE OS POVOS

Florisbal de Souza Del'Olmo, Janaina Almeida Oliveira

Resumo


O contexto mundial desafia a proteção humanitária tanto em termos normativos quanto práticos. Expressão humana, o direito é construído e reconstruído gradativamente pelas mudanças e novas realidades sociais. Pretende-se com a pesquisa produzida estudar a demanda protetiva aos refugiados, que pode ser considerada um dos principais desafios da atualidade, chegando a patamares históricos. Ao atravessar fronteiras e atingir expressivo número de pessoas pelo mundo, o deslocamento forçado abrange questões complexas como os impactos do acolhimento e o respeito à diferença entre os povos. Sendo assim, estudaremos a evolução do Direito Internacional dos Refugiados, bem como as políticas e práticas adotadas a fim de inserir socialmente os acolhidos. Analisaremos, ainda, o comprometimento brasileiro com a inserção social do refugiado, que ganha destaque com a criação de programas que fortalecem o sistema de refúgio, promovendo acolhimento a solicitantes de diferentes nacionalidades. Embora a temática envolva muitos desafios, enfatizamos que não basta simplesmente assegurar o refúgio, mas proporcionar ao acolhido condições de respeito à diferença e à dignidade humana. Para viabilizar tal estudo, como procedimentos metodológicos propõem-se a pesquisa bibliográfica e documental, e a técnica de análise de conteúdo.

Palavras-chave


Acolhimento – Direito dos Refugiados – Inserção social – Proteção humanitária.

Texto completo:

PDF

Referências


ACNUDH (Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos). Ficha Informativa sobre Direitos Humanos nº 18. Out. 2008. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2016.

ACNUDH (Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos). Ficha Informativa sobre Direitos Humanos nº 20. Dez. 2002. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2016.

ACNUR (Agência da ONU para Refugiados). Acnur celebra o dia mundial do refugiado em Brasília com atividades multiculturais. Disponível em:. Acesso em: 25 jun. 2016.

ACNUR (Agência da ONU para Refugiados). Conare e SEBRAE oferecem curso de empreendedorismo para refugiados no Brasil. Disponível em: . 4 abr. 2016. Acesso em: 25 abr. 2016.

ACNUR (Agência da ONU para Refugiados). Dados sobre Refúgio no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2016.

ACNUR (Agência da ONU para Refugiados). Deslocamento forçado atinge recorde global e afeta uma em cada 113 pessoas no mundo. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2016.

ACNUR (Agência da ONU para Refugiados). Equipe Olímpica de Refugiados terá 10 atletas de quatro países diferentes. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2016.

ACNUR (Agência da ONU para Refugiados). Sistema de Refúgio Brasileiro em Números. Disponível em:

. Acesso em: 25 jun. 2016.

ANDRADE, José H. Fischel de; MARCOLINI, Adriana. A política brasileira de proteção e de reassentamento de refugiados: breves comentários sobre suas principais características. Revista Brasileira de Política Internacional. Brasília, v. 45, n. 1, jan/jun. 2002. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2016.

ANDRADE, Roberto de Campos. “Desenvolvimento Sustentável e Direito Internacional”. In: AMARAL JÚNIOR, Alberto (org.). Direito Internacional e Desenvolvimento. São Paulo: Manole, 2005.

BARRETO, Luiz Paulo Teles Ferreira (org.) Refúgio no Brasil: a proteção brasileira aos refugiados e seu impacto nas Américas. Brasília: ACNUR, Ministério da Justiça, 2010.

BARRETO. Vicente de Paulo. O Fetiche dos Direitos Humanos e outros Temas. 2. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2013.

BBC BRASIL. 7 perguntas para entender a origem da guerra na Síria e o que está acontecendo no país. Disponível em:. Acesso em: 9 fev. 2017.

BBC BRASIL. Trump manda fechar fronteiras dos Estados Unidos para refugiados. Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2017-01/trump-manda-fechar-fronteiras-dos-estados-unidos-para-refugiados>. Acesso em: 9 fev. 2016.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Câmara aprova proposta de nova lei sobre migração. Disponível em:. Acesso em 9 fev. 2017.

CANÇADO TRINDADE, Antônio Augusto. As três vertentes da proteção internacional dos direitos da pessoa humana: direitos humanos, direito humanitário, direito dos refugiados. 22 abr. 2004. Disponível em: < https://www.icrc.org/por/resources/documents/misc/direitos-da-pessoa-humana.htm>. Acesso em: 20 abr. 2016.

CARNEIRO, Wellington Pereira; SILVA, César Augusto S. (orgs.). Direitos Humanos e Refugiados. Dourados: Ed. UFGD, 2012.

FOLHA DE SÃO PAULO. Pobreza atinge 87% da população da Venezuela em 2017, diz estudo. Disponível em: . Acesso em: 20 de set. 2018.

GEDIEL, José Antônio Peres; CASAGRANDE, Melisa Martins; Josiane Caldas, KRAMER. Universidade e Hospitalidade: uma introdução ou mais um esforço!.In: GEDIEL José Antônio Peres; GODOY, Gabriel Gualano de (orgs). Refúgio e Hospitalidade. Curitiba: Kairós Edições, 2016. p. 21-35. Disponível em: . Acesso em 9 fev. 2017.

MEC (Ministério da Educação). Resolução nº 3, de 22 de junho de 2016. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2016.

MJ (Ministério da Justiça e Segurança Pública). Brasil, ONU e Canadá discutem financiamento privado para reassentamento e integração de refugiados.Disponível em: . Acesso em: 9 fev. 2017.

NAÇÕES UNIDAS. Com apoio de ONU e governo federal, municípios gaúchos receberão venezuelanos vindos de Roraima. Disponível em: .Acesso em: 20 set. 2018.

NAÇÕES UNIDAS. Empresas brasileiras contratam refugiadas de programa da ONU.Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2016.

NAÇÕES UNIDAS. São Paulo Aprova Lei Municipal que garante acesso a serviços públicos para refugiados e migrantes. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2016.

PAMPLONA, Danielle Anne; PIOVESAN, Flávia. O instituto do refúgio: práticas recentes. Revista Direitos Fundamentais e Democracia. Curitiba, v. 17, n. 17, p. 43-55, jan/jul 2015. Disponível em: . Acesso em: 24 jul 2018.

REFUGIADOS NO BRASIL. Programa de Apoio para a Recolocação de Refugiados (PARR). Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2016. SANTOS, André Leonardo Copetti; LUCAS, Doglas Cesar. O Direito à Diferença e a Proteção jurídica das Minorias na América Latina. Revista Jurídica Portucalense Law Journal. Porto, nº 21, 2017. p. 215-255. Disponível em: . Acesso: 28 jul. 2018. SOUSA, Mônica Teresa Costa; BENTO, Leonardo Valles. Refugiados econômicos e a questão do direito ao desenvolvimento. Cosmopolitan Law Journal, v. 1, n. 1, dez. 2013, p. 25-47. Disponível em: . Acesso em: 09 fev. 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.