A SOCIEDADE DE RISCO GLOBAL

Roberta Soares da Silva, Karina Joelma Bacciotti Selingardi Guardia

Resumo


Neste artigo propomos a compreensão do conceito de sociedade de risco global, fenômeno também conhecido por globalização, bem como identificar a interpelação do fenômeno com afixação das normas de regulação social, em especial com a construção do conceito de direitos humanos. Adotada a metodologia qualitativa a pesquisa teórica, baseada nos trabalhos do sociólogo alemão de Ulrich Beck sobre a sociedade hodierna, demonstra que a sociedade global advinda do silencioso processo da mudanças sociais torna necessário revisar o conceito de direitos humanos.

Palavras-chave


Globalização; Risco Social; Direitos humanos.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zigmunt. A ética é possível num mundo de consumidores?. Trad. Alexandre Werneck, Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

______. Globalização: as consequências humanas. Trad. Marcus Penchel, Zahar: Rio de Janero, 1999.

BECK, Ulrich. La sociedade del riesgo. Hacia una nueva modernidad. Barcelona: Paidós, 2002.

______. O que é globalização. Equívocos do globalismo. Respostas à globalização. Tradução de André Carone. São Paulo: Paz e Terra, 1999, p. 31.

______. Sociedade de risco: rumo a uma outra modernidade. Trad. Sebastião Nascimento. São Paulo: Editora 34, 2011.

BOURDIEU, Pierre. Poder, Derecho y Clases Sociales, 2ª ed., Bilbao: Desclée de Brouwer, 2001.

FLORES, Joaquín Herrera. La reinvención de los derechos humanos. Sevilla: Atrapasueños, 2008.

_______. Los Derechos humanos en el contexto de la globalización: tres precisiones conceptuales. In: Direitos humanos e globalização: fundamentos e possibilidades desde a teoria crítica. 2ª ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010. Disponível em: http://www.pucrs.br/orgaos/edipucrs/. Acesso em: 13 set. 2018.

LAFER, Celso. A reconstrução dos direitos humanos: um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt. 8ª reimpressão. São Paulo: Companhia das Letras. 2015.

MORIN, Edgar. Sociedad Mundo, o imperio mundo? Más allá de la globalización y el desarrollo. Disponível em: http://www.ugr.es/%7Epwlac/G19_01Edgar_Morin.html#1. Acesso em: 09 out. 2018.

PAPA PAULO VI. Carta Encíclica Populorum Progressio. 26 de março de 1967. Disponível em: http://w2.vatican.va/content/paul-vi/pt/encyclicals/documents/hf_p-vi_enc_26031967_populorum.html. Acesso em: 10 out. 2018.

RUSCONI, Gian Enrico. Capitalismo. In: BOBBIO, Norberto, et. al. Dicionário de Política. 11 ed. Trad. Carmen C, Varriale et ai.; coord. trad. João Ferreira; rev. geral João Ferreira e Luis Guerreiro Pinto Cacais. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1998.

SILVA, Roberta Soares da. Direito social – aposentadoria. São Paulo: LTr, 2009

__________. A concreção eficacial do princípio da contrapartida no sistema de seguridade social – uma proposta de orçamento. Tese de doutoramento pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, junho de 2014.




DOI: https://doi.org/10.23925/2526-6284.2019next1p47-66

Apontamentos

  • Não há apontamentos.