Outra parábola na igreja? Ou uma catenária?

Sandra Malta Barbosa

Resumo


Este relato de experiência tem por objetivo apresentar a relação dos arcos que circundam as janelas de uma igreja e a curva catenária. Essa ideia surgiu a partir da leitura do artigo intitulado “Outra parábola na igreja?” publicado, em 2011, por esta mesma revista, que argumenta que os arcos das janelas não são parábolas, mas deixa uma lacuna sobre que tipo de curva poderia ser. O nome catenária provém da palavra “corda”, porque a curva que descreve uma corda fixa pelas suas duas extremidades e que não se encontra submetida a outras forças diferentes do seu próprio peso forma esta curva. Trata-se da curvatura que adapta qualquer objeto flexível preso pelas extremidades, submetido à força da gravidade. Desse modo, este artigo trará uma releitura do artigo supracitado buscando uma tentativa de obter o preenchimento dessa lacuna.

Palavras-chave: investigação; tecnologias de informação e comunicação; função.

Abstract

This experience report aims to present the list of arches that surround the windows of a church and the catenary curve. This idea came from reading the article titled “Another parable in church?” Published in 2011 by the same magazine, which argues that the arches of the windows are not parables, but leaves a gap on what type of curve could be. The name comes from the catenary word "cord" because the curve describing a rope fixed by its two ends and which is not subjected to other forces other than its own weight so this curve. This is the curvature adapting any object flexible arrested by the edges, subjected to gravity. Thus, this article will bring a rereading the article above seeking a bid to get filling this gap.

Keywords: research; information technology and communication; function.


Palavras-chave


investigação; tecnologias de informação e comunicação; função

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista do Instituto Geogebra Internacional de São Paulo está indexada nas seguintes bases:

             

 

        

   

Revista do Instituto GeoGebra internacional de São Paulo (IGISP) - ISSN 2237-9657 - A3

Licença que permite que outros compartilhem o trabalho com um reconhecimento da autoria do mesmo e publicação inicial nessa revista GeoGebra.

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.