Impacto psicossocial da artrite idiopática juvenil no ambiente familiar

Ana Flávia de Almeida Batista, Silvia Cristina Barreto, Soraya Ayres Pedroso, Marilda Trevisan Aidar, José Otávio Alquezar Gozzano

Resumo


Introdução: A artrite idiopática juvenil (AIJ) é uma doença crônica, raramente fatal, que exige adaptações dos familiares na presença de um membro doente. Objetivo: Avaliar o impacto dos pacientes com AIJ na vida familiar. Metodologia: Vinte e nove pacientes com AIJ e seus familiares foram estudados pela aplicação de questionários. Resultados: Dezenove pacientes eram mulheres e dez eram homens. A idade variou de 1 a 22 anos de idade. Trinta e um por cento dos casos tinham inicio de AIJ sistêmico; 20,6%, de AIJ oligoarticular;20,6% de AIJ poliarticular fator reumatóide negativo; 20,6% de AIJ poliarticular fator reumatóide positivo e 6,9% artrite relacionada à entesite. Foram observados problemas financeiros para cobrir gastos médicos. Em um terço dos casos, ocorreu perdas de horas de trabalho ou desemprego devido à doença da criança. Aproximadamente metade das famílias havia diminuído suas atividades de lazer. Conclusão: A AIJ é um importante impedimento para a vida normal do paciente afetado, causando distúrbios na família.


Palavras-chave


artrite reumatóide juvenil; família; gastos com medicamentos; adaptação psicológica; doenças reumáticas

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.