Influência da idade dos pais em recém-nascidos portadores da Síndrome de Down

Júlio Boschini Filho, Neil Ferreira Novo, Marta Wey Vieira, Flávia Guzzon Boschini, Tatiana Malavazi

Resumo


Nesta pesquisa, investigamos mediante estudo retrospectivo, a influência da idade dos pais nos recém-nascidos portadores da síndrome de Down, diagnosticados clínica e citogeneticamente no Serviço de Genética Clínica do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS) nos últimos vinte anos. As análises cromossômicas foram realizadas em 50 metáfases de linfócitos com coloração convencional de Giemsa e bandamento G em 85 recém-nascidos masculinos e 63 femininos portadores da síndrome de Down. Os resultados revelam que a idade média paterna se apresentou maior entre os recém-nascidos masculinos (36 anos) quando comparada aos femininos (33 anos); a diferença, porém, não foi significante. Quanto à variação (idade do pai – idade da mãe), verificamos que é significantemente maior entre os recém-nascidos masculinos (4,2 anos) quando comparada a dos femininos (2,2 anos). Portanto, esta nossa pesquisa é indicativa de que a idade paterna tem influência nos eventos cromossômicos durante a gametogênese, principalmente na segregação dos cromossomos 21 e Y, implicados na ocorrência e predominância do sexo masculino entre os recém-nascidos com síndrome de Down.

Palavras-chave


síndrome de Down; recém-nascido; idade materna; idade paterna

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.