Efeito da administração do extrato de pimenta “ dedo de moça” durante a prenhez de ratas Wistar fêmeas adultas

Mércia Tancredo Toledo, Mariana Cristina César, Alana Rodrigues Alves

Resumo


Introdução: A pimenta “dedo de moça” (Capsicum baccatum var. pendulum) contém o vaniloide capsaicina que é responsável pela sensação de dor em queimação através da sensibilização de neurônios sensitivos por meio de receptores específicos. Um dos neuropeptídios liberados por estes receptores específicos é CGRP (Calcitonin gene-related peptide) que interage com canais de K+ durante repolarização e afeta a contração uterina dada sua abundância nos nervos sensitivos do miométrio e endométrio das ratas. Assim, a capsaicina por ter influência sobre a contração uterina. Objetivo: Avaliar o efeito da administração crônica de extrato de pimenta “dedo de moça” durante a prenhez de ratas Wistar adultas. Metodologia: Foi elaborado o extrato de Pimenta “dedo de moça” a partir de extração alcoólica. Então, das vinte ratas prenhes, receberam extrato por gavagem o grupo Tratamento 1(0,25mL) e 2(0,5mL). O Controle positivo recebeu soro fisiológico e o Negativo não foi gavado. As ratas foram pesadas três vezes por semana até a eutanasia com halotano para a realização das cesárias, análise fetal, hepática e placentária. Resultado da análise. Foram encontradas alterações morfológicas placentárias como deposição de material hialinico atípico na região do espongiotrofloblasto e alterações na estrutura vascular em região labiríntica. Além disso, houve redução significativa nas medidas do comprimento craniocaudal, face longitudinal, face transversa, diâmetro torácico e diâmetro abdominal (p<0,01) nos grupos tratamentos. Conclusão: O extrato de pimenta dedo-de-moça interferiu na troca placentária, levando à uma restrição do crescimento intrauterino dos fetos.

Palavras-chave


capsaicina; placenta; gravidez

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.