MULHERES A FRENTE: UM ESTUDO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO SOB UM OLHAR FEMININO EM PEQUENAS EMPRESAS FAMILIARES DE NEGÓCIOS TRADICIONALMENTE MASCULINIZADOS.

Gabriele Domeneghini Mercali, Gabriela Sangalli Gasparin, Caroline Biehl, Angela Beatriz Busato Scheffer

Resumo


O estudo analisou práticas de gestão, especialmente gestão de pessoas, em ramos de trabalho considerados masculinizados de empresas familiares no município de Veranópolis-RS. Através de entrevistas semiestruturadas com 11 gestoras, buscou-se compreender como é percebida a experiência de trabalho por essas profissionais. Observou-se nas práticas de gestão: trabalho multifuncional, a confiança construída, laços afetivos baseados em uma relação de família, seleção informal, treinamento no local de trabalho e feedbacks mediadores. Características de gestão feminina foram associadas a experiências de vida familiar, centrada na intuição, no cuidado e mediação das relações, considerando estar inseridas em uma cultura predominantemente italiana.


Palavras-chave


Gênero; empresa familiar; gestão de pessoas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20503/recape.v7i3.34955

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.