Palhaços e máscaras nas Folias de Reis: alegoria social, subversão e transgressão

Neide Aparecida Marinho

Resumo


Este artigo trata do papel lúdico dos Palhaços das Folias de Reis, que brincam e cantam para a representação do evento mítico da peregrinação e chegada dos Reis Magos ao presépio de Belém. É a “movência” lúdica da cultura popular que integra alegria e sacralidade nos cantos e danças para Deus, muitas vezes apresentando momentos em que o jogo prevalece se distanciando do sagrado. A semiótica da cultura trabalha a representatividade destes personagens e suas máscaras mostrando que ainda hoje mascarados de todas as folias dos centros urbanos transitam entre os códigos de comunicação diversos, dando vitalidade às manifestações populares pela alegoria, subversão e sua transgressão.

 

Palavras-chave: Palhaços – máscaras – cultura popular – lúdico.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.