Campo e enunciado: problema da articulação do discurso

Andrés Haye, Antonia Larraín

Resumo


De acordo com Bakhtin, falar é responder, e as respostas não são nem conhecidas antecipadamente, já que são atos criativos irrepetíveis, nem são totalmente inéditas, uma vez que recriam a palavra dada. Assim, uma questão relevante é como um enunciado leva a uma específica resposta contingente, entre tantas outras possibilidades. A fim de contribuir para responder a esta pergunta, desenvolvemos a noção de campos discursivos, oferecendo uma explicação de sua natureza dinâmica, virtual e dialógica. Bergson, Simondon e Deleuze nos ajudam a entender melhor como a repetição de um signo, quando esta ocorre dentro de um campo de antecipação, tem o efeito de um turno irrepetível. Bakhtin e Volóchinov, nesta conexão, nos ajudam a explicar como este campo funciona como o contexto histórico em que os posicionamentos sociais e subjetivos introduzem novidade para a transformação contínua do conhecimento compartilhado entre os falantes.


Palavras-chave


Antecipação; Dialogicidade; Memória; Imaginação; Campo; Retorno; Enunciado

Texto completo:

PDF (English) PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.