INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO CONDUZIDO PELA TEORIA DA CRIAÇÃO DO CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL DE NONAKA E TAKEUCHI

Renan Gomes Moura, Sheila Maria de Souza Santos, Saulo Barroso Rocha, Paloma de Lavor Lopes

Resumo


A compreensão do termo inovação é ampliada pelo Manual de Oslo que traz em seu bojo a inter relação da inovação com a economia baseada em conhecimento. A Gestão do Conhecimento e a forma pela qual o conhecimento é gerado, partilhado e disseminado na organização, por sua vez, ganha realce como parte do processo de inovação, podendo ser adotado em qualquer tipo de empresa, independentemente de seu porte, setor econômico ou ramo de negócio. O presente estudo, de caráter qualitativo, teve por objetivo descrever, analisar e demonstrar o processo interno para o desenvolvimento de Inovação Organizacional ocorrido em uma empresa do setor de serviços, cotejando com a teoria da criação do conhecimento organizacional de Nonaka e Takeuchi, que explicam o surgimento de inovações através da mobilização e conversão do conhecimento. Entende-se que o presente estudo se mostrou contributivo, pois propiciou demonstrar que o processo interativo e dinâmico de conversão do conhecimento é considerado fonte para manter e adquirir vantagem competitiva, e que no caso específico da empresa estudada, constituiu papel relevante para a sua longevidade.


Palavras-chave


Inovação; Inovação Organizacional; Gestão do Conhecimento.

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES, A.F; LIMA, J.B; ANDRADE, D.M. Práticas de inovação em empresa familiar: estudo de caso. RPCA - Revista Pensamento Contemporâneo em Administração. Rio de Janeiro. v. 8, n. 3, jul/set, p. 37-54, 2014.

CRESWELL, J.W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. 3ª ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

DAMANPOUR, F.; WISCHNEVSKY, J. D. Research on innovation in organizations: distinguishing innovation-generation from innovation-adopting organizations. Journal of Engineering and Technology Management, v. 23, p. 269-291, 2006.

NONAKA, I. A Empresa Criadora do Conhecimento. In: TAKEUCHI, H.; NONAKA, I. Gestão do conhecimento. p. 39-53. Porto Alegre: Bookman, 2008. 320 p.

NONAKA, I; TAKEUCHI, H. Teoria da Criação do Conhecimento Organizacional. In: TAKEUCHI, H.; NONAKA, I. Gestão do conhecimento. p. 54-90. Porto Alegre: Bookman, 2008. 320 p.

OCDE - Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Manual de Oslo: diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. 3. ed. Traduzido por FINEP Financiadora de Estudos e Projetos, 2005, 184 p.

POPADIUK, S; WEI CHOO, C. Innovation and knowledge creation: How are these concepts related? International Journal of Information Management. v..26, p. 302–312, 2006.

ROESCH, S. M. A. Projetos de Estágios e de Pesquisa em Administração. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SCHREYÖGG. G; KLIESCH-EBERL, M. How dynamic can organizational capabilities be? Towards a dual-process model of capability dynamization. Strategic Management Journal, v.28, p. 913-933, 2007.

VERGARA S. C. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2007.

YIN, R.K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo / PUC-SP. Rua Monte Alegre, 984. Cep: 05014-901. São Paulo - SP - Brasil. Faculdade de Economia e Administração (FEA), Departamento de Administração. Fone (11) 3670-8147. ISSN 1414-7394.