Dispositivos conceituais da linguagem e da teoria da verdade na filosofia de Karl-Otto Apel

Dr. Heitor Romero Marques, Me. José Moacir de Aquino, Rogério Santos dos Prazeres

Resumo


O texto explicita o conceito transcendental hermenêutico de linguagem de Karl-Otto Apel, atrelado aos fundamentos da teoria da verdade empreendida pelo autor. Tanto que, de tal forma, linguagem e verdade são indissociáveis na apreciação do atual ensejo linguístico da filosofia da linguagem, em especial relevo nos trabalhos apelianos, tematizados na investigação da prática comunicativa. Para tanto, privilegia-se uma perspectiva explicativa do aparato teórico que culmina na semântica, cujo referencial é a Tradição Ocidental de Linguagem, a fim de se denotar a relação entre o conceito apeliano de linguagem e paradigmáticos referenciais da linguagem no século XX, bem como as substanciais influências pragmáticas destes, no postulado teórico de Apel, apreciados irrefutavelmente como precursores da reviravolta linguístico-pragmática. Conveniente ao aporte, trata-se de demonstrar como Karl-Otto Apel intenta uma pragmática da linguagem, conjecturada numa orientação cognitivo-antropológica, acerca da reflexão sobre a verdade e a validade de sentido da mesma para o ser humano, existencial e comunitariamente no crivo das transformações de nossa era.

Palavras-chave


Linguagem; Filosofia da Linguagem; Epistemologia; Verdade; Karl-Otto Apel

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i79.14426

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: