ALGUNS ASPECTOS PARA A LEITURA DO CONCEITO DE CRIAÇÃO NO ANTIGO TESTAMENTO

Alyson Augusto Padilha

Resumo


O conceito de criação nãose constitui num conceito isoladodentro do Antigo Testamento. Suaassunção está vinculada aos pilaresfundamentais da fé israelita. Assimsendo, ele encontra-se determinado,de modo especial, pela Teologiada Aliança.A criação é entendida, tantonos textos do redator Javista comonos textos do redator Sacerdotal,como a porta de entrada à históriade Israel. História esta, que nãoestá definida apenas pelo seu desenrolarcronológico, mas é atreladaà promessa feita a Abraão. A qual,encontra seu ápice na conquista daterra prometida por Josué, e que éantecedida por um dos eventos fundacionaisda fé israelita: a Aliançano Sinai. Isto significa que a noção de criação foi compreendidaem função da história. Masa História de Deus com o povo deIsrael, que inicia com a criação, e,cujo fim, depende da experiênciaque o povo faz de Deus, na Aliança.O presente artigo busca demonstrarcomo a experiência deDeus na Aliança, foi determinante nacompreensão que os textos bíblicosoferecem da criação. Para alcançareste fim, mostramos como o conceitoevolui desde os mitos cosmogônicosdos povos circunvizinhos a Israel, osquais foram utilizados nos materiais redacionais pelos autores bíblicos,até a percepção escatológica desteconceito nos livros do Novo Testamento.

Palavras-chave


Criação, Alianaça, Deus

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i54.14969

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: