A personologia do amor-ágape na antropologia sinergética de Horuzhy

Oleg Pavenkov, Ilya Shmelev, Mariia Rubtcova

Resumo


O artigo centra-se na análise da personologia do amor na antropologia sinergética de Horuzhy. O pensamento de Horuzhy como visão dos representantes da filosofia moderna do século XXI na Rússia, estava sob a influência poderosa da tradição filosófica religiosa russa e da prática do Hesychasm. Horuzhy desenvolveu uma abordagem sinergética-personológica para a consideração sobre o amor. O amor, que completou e moveu a vida e o ministério dos anciãos é o amor de Cristo, que é Amor. O amor humano por transformação sinergética pode entrar completamente no Amor de Cristo através da prática do Hesiaquismo. Horuzhy concentrou-se em aspectos espirituais-práticos e ascéticos do amor unido. Chegamos à conclusão de que, na filosofia de Horuzhy, o amor-ágape, existente dentro da personalidade humana, está centrado em Cristo. A missão do amor-ápice é teúrgica e cósmica. Esta missão do amor é “reunir a obra da criação: viver e agir no mundo, o ser humano tem que reunir e transformar o mundo em um todo vital e harmonioso. Assim, o amor-ágape é a idéia central da antropologia sinergética e de toda a "loso"a russa.

Palavras-chave


Personalidade; Personologia; Amor ágape; Antropologia sinergética; Hesiaquismo; Pessoa sinergética; Missão cósmica do ágape; Missão teúrgica do ágape

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/rct.i90.35775

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de Cultura Teológica. ISSN (impresso) 0104-0529 (eletrônico) 2317-4307

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: