THEATRUM CURRICULUM: SOBRE O DUPLO VER E PINTAR EM CURRÍCULO COM ANTONIN ARTAUD E O TEATRO

Thiago Ranniery Moreira de Oliveira, Marlucy Alves Paraíso

Resumo


Este artigo busca nas linhas de força de Antonin Artaud e do Teatro da Crueldade e da filosofia de Gilles Deleuze elementos para tramar uma composição entre currículo e teatro. Problematiza a potência do saber e das imagens em um currículo a partir das quais é possível encontrar linhas de fuga desejosas da criação de outros mundos e de outros modos de ver e saber em um currículo. O argumento desenvolvido é de que os devires do Teatro da Crueldade de Artaud alimentam a existência de um currículo-teatro no território curricular. Explora, para isso, a dimensão ética e estética do saber e do pensamento como base no duplo ver e pintar posto em jogo pelo Teatro da Crueldade de Antonin Artaud. Ao inserir o teatro no pensamento curricular, um currículo tornar-se-ia um espaço outro capaz de duplicar a vida. Um duplo constituído pelos mundos que um currículo pode fazer ver e os mundos que um currículo pode compor. Currículo-teatro: um exercício de dar a ver o invisível, de dizer o indizível, de enfrentar o intolerável, de dar expressão ao informe e ao caótico que pulsa na vida de um currículo e de seus personagens.


Palavras-chave


imagem; saber; teatro

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais