FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA A CULTURA DIGITAL

Edla Ramos, José Nilton de Almeida, Rosely Zen Cerny

Resumo


O artigo apresenta o resultado de uma pesquisa que teve como objetivo central realizar o estado da arte da produção acadêmica sobre a formação continuada de professores para utilização das tecnologias no contexto educacional brasileiro, a partir das políticas implementadas pelo PROINFO. Tendo como fonte de pesquisa o  Banco de Teses e Dissertações da CAPES, foi realizado um mapeamento das pesquisas, no período de 1997 a 2011.  Partindo desses resultados, na segunda parte do artigo apresentamos uma proposta de formação para as tecnologias digitais, na perspectiva de contemplar os dispositivos móveis que já fazem parte da realidade de muitas unidades escolares do país. A formação proposta ancora-se nos seguintes princípios: continuidade, flexibilidade, autonomia e ação coletiva. O primeiro traz, além da dinamicidade, o não encerramento das atividades, possibilitando a organização de ciclos subsequentes de formação. A flexibilidade pressupõe a disponibilização de conteúdos de forma que cada escola possa definir o seu itinerário de formação e do seu grupo de profissionais, possibilitando assim o terceiro, a autonomia, que implica no reconhecimento e na promoção do papel da escola como agência formadora. O que remete para o último princípio, a formação como suporte para a ação prática envolvendo os coletivos/comunidades escolares.


Palavras-chave


tecnologias na educação – Proinfo – formação de educadores.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais