SEXUALIDADE, GÊNERO E APRENDIZAGENS NARRATIVAS NO CURRÍCULO ESCOLAR DA INFÂNCIA

Virginia Georg Schindhelm, Dayse Martins Hora

Resumo


O artigo investiga, a partir das discussões de Goodson sobre aprendizagens narrativas, o papel do(a) educador(a) infantil na construção de gênero e sexualidade das crianças e reflete de que forma essa temática aparece no currículo praticado, principalmente naquilo que não foi planejado, todavia está presente no cotidiano escolar. Situações cotidianas na escola promovem confrontos e embaralhamentos nos adultos acerca dos temas gênero e sexualidade, porque foram aprendidas de modo informal, sem conceitos ou explicações, todavia produtos de  mitos e tabus construídos numa sociedade que ainda os vê como inapropriados para trabalhar com as crianças. Mesmo assim, aparecem como formas de aprendizagens duradouras que compõem os currículos praticados no dia-a-dia da educação para a infância – o currículo como narrativa. O texto apresenta experiências de educadore(a)s vivenciadas em duas creches públicas fluminenses e algumas análises acerca de omissões, de desaprovações ou de formas de comunicação não verbal oriundas de acervos de aprendizagens constitutivas de histórias de vidas que influenciam diretamente práticas educacionais nos espaços infantis.

Palavras-chave


aprendizagens narrativas, gênero e sexualidade, currículo da Educação Infantil

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais