POLÍTICAS DE REGULAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO NO BRASIL: INTERFACES ENTRE CURRÍCULO, AVALIAÇÃO E FORMAÇÃO DOCENTE.

Virgínia Louzada, Roberto Marques

Resumo


O presente artigo busca discutir algumas transformações pelas quais vem passando a educação pública no Brasil, tendo como eixo interfaces dos campos do currículo, da avaliação e da formação docente. Para fazer essa discussão, partimos de algumas intenções anunciadas no documento “Pátria Educadora: a qualificação do ensino básico como obra de construção nacional – Versão Preliminar”, divulgado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Apesar de partirmos de intenções apresentadas no documento, não pretendemos fazer uma análise do mesmo. Entendemos que os três campos (avaliação, currículo e formação docente) são importantes para a efetivação das políticas e consolidação de projetos educacionais. São também elementos importantes para a regulação docente e a produção de subjetividades. Por isso, procuramos identificar as tensões às quais os mesmos campos estão submetidos, hoje, ao mesmo tempo em que discutimos os possíveis desdobramentos dessas mesmas transformações para a educação pública e para a sociedade brasileira, levando em consideração a inserção do Brasil no cenário econômico e geopolítico mundial.


Palavras-chave


regulação; avaliação; formação docente; políticas de currículo; trabalho docente

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais