PROCESSOS DE FORMAÇÃO E APRENDIZAGENS PROMOVIDOS PELO PROGRAMA URBANO NOS MOVIMENTOS DE MORADIA EM SÃO PAULO

Luiz Tokuzi Kohara, Marcos José Pereira Silva

Resumo


Neste artigo, com base em conceitos e práticas de Educação Popular, analisamos em que medida os processos de formação político-pedagógica, presentes na luta cotidiana, entendidos como articulação, mobilização e organização dos movimentos sociais de moradia em São Paulo, bem como os enfrentamentos junto ao Estado para a conquista do direito à moradia e à cidade, geram aprendizados e formação política para seus participantes. Estão presentes, neste trabalho, as ações desenvolvidas pelo Programa Urbano (PU), organizado pela Associação de Auxílio Mútuo da Região Leste (APOIO) e pelo Movimento de Defesa do Favelado (MDF). Foi possível analisar como se dá a formação na ação pelo intenso trabalho de campo, com entrevistas e acompanhamento sistemático de atividades junto às duas organizações, que articulam 150 grupos de base com cerca de 3.950 famílias. Ficou demonstrado pelos resultados obtidos que é na disputa pelo direito à cidade e nas diversas mobilizações que os movimentos sociais desenvolvem estratégias de formação na ação e se apropriam de conhecimentos sobre as origens das desigualdades e as formas de sua superação.


Palavras-chave


movimento de moradia; direito à cidade; educação popular; educação política; formação na ação.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais