CURSOS SEMIPRESENCIAIS PARA DEPENDÊNCIAS CURRICULARES

Laury A. Bueno

Resumo


O grande número de alunos cursando disciplinas em regime de dependência na Universidade Cruzeiro do Sul constitui-se um problema potencialmente grave, cujo efeito sem dúvida contribui para a crescente evasão escolar e o aumento da heterogeneidade nas classes de graduação – forçadas a abrigar tanto alunos regulares quanto aqueles em situação de dependência –, além de outros desdobramentos, inclusive pedagógicos, decorrentes desse quadro complexo. O objetivo deste artigo é fazer uma análise preliminar da questão do ensino semipresencial, onde o aluno está submetido a um processo metodológico híbrido de construção do conhecimento; analisar de forma objetiva uma experiência prática nesta modalidade dentro da instituição para alunos em regime de dependência e,finalmente, propor alternativas que contribuam para o melhor encaminhamento de um problema que aflige não apenas alunos e professores, mas a própria instituição como organização provedora do conhecimento.

Palavras-chave


Educação a distância, dependência curricular, cursos semipresenciais

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais