A ORGANIZAÇÃO ESCOLAR EM NOVAS VERSÕES

Leila Rentroia Iannone

Resumo


As organizações escolares ganharam visibilidade, progressivamente, nas duas últimas décadas, como decorrência da “crise” da escola em todo o mundo e da necessidade de se rever a qualidade educativa, em função das demandas contemporâneas. As reformas educacionais, desencadeadas em quase todos os países, trouxeram novas perspectivas curriculares e, no seu bojo, a necessidade de modelos de gestão mais participativos, conseqüentemente mais democráticos, que configurassem uma escola mais autônoma em relação aos sistemas centralizadores. Nesse contexto, parece emergir um novo paradigma organizacional em que se alinham inovações de toda ordem, incluindo-se novas relações institucionais em parcerias inusitadas, cooperação técnica e absorção de voluntariado corporativo. Novas linguagens, novas ferramentas e novos interlocutores que, nem sempre, os educadores foram aceitando com rapidez. Apesar de lentas, algumas mudanças podem ser identificadas, entre elas, investimentos em políticas públicas de formação de gestores educacionais. São esses novos gestores que poderão criar um novo local de trabalho, onde venham a liderar mudanças, utilizar a sua criatividade, a de seus colaboradores e de parceiros, partilhar informações e poder, num modelo organizacional que promova a qualidade educativa.

Palavras-chave


Organização Escolar. Gestão Escolar. Gestor Escolar.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais