CARACTERÍSTICAS ATUAIS DAS POLÍTICAS DE INTERNACIONALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL

Manolita Correia Lima

Resumo


O artigo resulta da replicação de um survey realizado pela Association Internationale des Universités. Objetiva entender o sentido que as IES brasileiras imprimem à internacionalização da educação, o nível de formalização da política de internacionalização e as práticas envolvidas. Os questionários foram aplicados ao responsável pelo bureau de internacionalização existente nas IES filiadas ao Fórum de Assessorias das Universidades Brasileiras para Assuntos Internacionais. Os dados permitiram inferir que as IES associam a internacionalização da educação a programas de cooperação, conseqüentemente suas ações estão subordinadas aos princípios da internacionalização passiva. Poucas dispõem de política de internacionalização definida, coletivamente elaborada, e capaz de atingir o conjunto da instituição – conseqüentemente, pouco orienta as prioridades em termos de gestão acadêmica. Apesar de ser predominantemente financiada com aportes públicos, mais direcionados às atividades de pesquisa, os atores que menos pressionam as IES a criarem mecanismos de internacionalização são os pesquisadores, e os que mais pressionam são os estudantes.

Palavras-chave


Internacionalização da educação superior; Política de internacionalização; Gestão acadêmica; Internacionalização ativa; Internacionalização passiva.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais