EDUCAÇÃO AMBIENTAL NOS CURSOS DE AGRONOMIA DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS RURAIS DO BRASIL

Cirdes Nunes Moreira, Monica Lopes Folena Araújo

Resumo


Neste trabalho foram analisadas as concepções de Educação Ambiental (EA) presentes nos projetos pedagógicos (PPC) dos Cursos de Agronomia das Universidades Federais Rurais da Amazônia (UFRA), do Semiárido (UFERSA), de Pernambuco (UFRPE) e do Rio de Janeiro (UFRRJ). A pesquisa evidenciou três situações distintas entre as instituições estudadas: uma delas com indícios de uma Educação Ambiental conservadora, desvinculada da natureza social, cultural e política; outra privilegiando um viés mais regionalista, com ênfase no desenvolvimento econômico e presença de alguns matizes de sustentabilidade, associados à busca da cidadania e justiça; e nas outras duas, uma abordagem de Educação Ambiental integral, contextualizada do ponto de vista da complexidade que envolve as questões da sustentabilidade, inclusive da sua natureza social, cultural e política, uma delas apontando ainda a necessidade de contínua avaliação e reformulação da formação acadêmica do agrônomo, a qual demanda completa revisão dos currículos, favorecendo a atuação profissional crítica que considere os aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística.


Palavras-chave


Educação ambiental; Agronomia; Currículo; Universidades federais rurais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2019v17i3p1219-1238

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais