INTEGRAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS DE REDE AO CURRÍCULO: O PROTAGONISMO DOCENTE NO CICLO DA POLÍTICA

Ana Claudia Pereira Rubio, Ozerina Victor de Oliveira

Resumo


Este artigo problematiza a integração das Tecnologias Digitais de Rede (TDR) ao currículo escolar, com o propósito de identificar e expor o ciclo político deste currículo e seus contextos, frente às políticas públicas de currículo para o uso das TDR.  Destaca-se o protagonismo docente na constituição de discursos que dão sustentação a esta integração em uma escola pública do estado de Mato Grosso. A pesquisa encontra-se teórica e metodologicamente orientanda pela compreensão de discurso de Laclau e Mouffe (1985), de currículo como discurso (Lopes e Macedo, 2011) e de ciclo de política (Ball, 1994). Em decorrência destas escolhas, realizam-se estudo bibliográfico, documental e coleta de dados em campo. Os procedimentos para referida coleta envolve a realização de entrevistas com nove professores que atuam em um dos ciclos dos anos finais do ensino fundamental de uma escola pública e a observação participante em suas aulas. Considerando o movimento cíclico entre os contextos da política de currículo em análise, compreende-se que a possibilidade de integração das TDRs ao currículo está em reconhece-las como prática social, que se realiza, mesmo que provisoriamente, quando há protagonismo dos atores radicalmente envolvidos do currículo; quando as TDRs configuram mediações pedagógicas entre a vida de docentes e de discentes; e quando há presença das TDR em processos epistemológicos que configuram um currículo escolar. 


Palavras-chave


Tecnologias Digitais de Rede; Currículo do Ensino Fundamental; Protagonismo Docente.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2020v18i1p85-110

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais