O ENSINO SEMIPRESENCIAL, DO PONTO DE VISTA DO ALUNO

Angelita QUEVEDO

Resumo


Os propósitos desse estudo longitudinal são a) compreender a realidade da educação semipresencial a partir da ótica da teoria de aprendizagem experiencial; b) usar os resultados para ampliar os conhecimentos teórico-metodológicos sobre a educação semipresencial; e c) contribuir para desenvolver conhecimento sobre a formação de professores de língua e a inserção de tecnologias de informação e comunicação na educação. Um total de 84 alunos participaram como voluntários. Os dados foram coletados na disciplina Formação de Professores de Língua para/no contexto digital nos anos de 2008, 2009 e 2010. Os dados foram coletados com base nas respostas dadas a um questionário e nas mensagens postadas nos fóruns de discussão. Os dados trazem uma contribuição significativa para o entendimento da percepção do aluno sobre a educação semipresencial relativo às questões de desenho de curso, mediação docente, interação, estilos de aprendizagem, dentre outras. De maneira geral a experiência da educação semipresencial tem contribuído significativamente para o desenvolvimento pessoal e profissional dos alunos.

Palavras-chave


Educação semipresencial - teoria de aprendizagem experiencial - formação de professores - ambientes virtuais de aprendizagem

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais