Por uma teoria da tradução do humor

Marta Rosas

Resumo


Este trabalho aborda os principais elementos em jogo na produção, leitura/interpretação e tradução do humor. Para tanto, propõe a aplicação dos princípios da Teoria Geral do Humor Verbal, de Raskin e Attardo, e da Teoria do Escopo, de Reiss e Vermeer, à tradução de textos humorísticos. O objetivo: produzir na tradução um efeito análogo ao que esses textos potencialmente provocam na língua-cultura de partida, preservando ao máximo sua oferta informativa e levando em conta o elemento pragmático.

Palavras-chave


Língua-cultura; Humor; Bitextualidade; Tradução funcional

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X