Os multiletramentos e seu papel no conhecimento de professores de línguas: por uma perspectiva sistêmica e complexa

Orlando Vian Jr.

Resumo


Este texto explora os multiletramentos pelo prisma da Linguística Sistêmico-Funcional, principalmente com base nos trabalhos de Christie (1999; 2002), Christie e Martin (1997; 2007), Unsworth (2000; 2001), Cope e Kalantzis (1993, 2000; 2009), Kalantzis e Cope (2012), dentre outros. Nesse sentido, visa entender como os multiletramentos, a partir de uma perspectiva sistêmica e complexa, devem estar presentes na formação de professores de línguas e, mais especificamente, em seu Conhecimento Sobre a Língua(gem) (CSL). Apresenta o argumento central de que a noção de conhecimento atualmente em uso na área de formação de professores requer revisões, ampliações e reorientações em seu escopo com vistas  a uma educação linguística mais eficaz e realista. Desse modo, almeja ainda contribuir para as discussões sobre a formação do professor de línguas e a construção de seu conhecimento no âmbito dos cursos de graduação em Letras.

 

 


Palavras-chave


Conhecimento; Formação de professores de línguas; Multiletramentos; Linguística sistêmico-funcional

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X