Exponência de gênero e classe temática em português brasileiro

Luiz Carlos Schwindt

Resumo


Neste texto, discutimos a interação de restrições fonológicas com

restrições responsáveis pela exponenciação de morfemas de gênero e

classe temática em português brasileiro numa perspectiva otimalista de

base realizacional, a Optimal Interleaving, combinada ao Serialismo

Harmônico (cf.: McCarthy 2011). Para isso, partimos de uma hierarquia

dessas marcas na língua (cf.: Schwindt 2011) confrontada a dados de

produtividade. A análise permitiu formalizar a preferência da realização

de classe sobre gênero, no caso do masculino, e de gênero sobre classe, 

no caso do feminino, e também permitiu lidar com zeros alomórficos

como produto de não realização de informação morfológica.


Palavras-chave


Gênero gramatical. Classe temática; Optimal Interleaving; Serialismo Harmônico.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X