Análise instrumental de uma Maquete Tátil para a Aprendizagem de Probabilidade por alunos cegos

Aida Carvalho Vita

Resumo


Esta tese teve como objetivo identificar a potencialidade de um material didático (MD), do tipo maquete tátil, para a aprendizagem de conceitos básicos de Probabilidade (cbP) por alunos cegos. A pesquisa, de cunho qualitativo, investigou a concepção, construção e avaliação do MD e, para tal, procedeu com as adaptações necessárias para atender ao objetivo estabelecido. A fundamentação teórica utilizada adveio da Ergonomia Cognitiva, particularmente, da abordagem Instrumental de Rabardel. A maquete foi construída de forma sequenciada a partir de cinco protótipos (M1, M2, M3, M4, M5). Cada construção seguiu as cinco etapas da Metodologia do Design Centrado no Usuário (DCU). Foi utilizado a análise instrumental de cada protótipo as relações entre os quatro pólos do modelo das situações de atividades coletivas instrumentadas (S.A.C.I.), adaptado do modelo de Rabardel. Foram polos: aluno cego (S), maquete tátil (I), cbP (O), pesquisadores/especialistas (P). Após análise, o M5 foi validado como o I desta tese para a aprendizagem de cbP por alunos cegos. Este I, por sua vez, foi composto por: um tabuleiro, duzentos e quarenta cartas em EVA atoalhado e liso, sete colmeias ou artefatos de registro, trezentos brinquedos, um carrinho, duas tampas plásticas para sorteio e as tarefas. Participaram da pesquisa quatro alunos cegos da Educação de Jovens e Adultos, especificamente com cegueira adquirida, sendo um deles de São Paulo e três da Bahia. A potencialidade da maquete foi investigada a partir do conceito de usabilidade, ou seja, eficácia, eficiência e satisfação na perspectiva dos princípios de design de Nielsen. Os cbP foram abordados sob a ótica do modelo de letramento probabilístico proposto por Gal, na sequência de tarefas dentro da situação que denominamos Os passeios aleatórios do Jefferson. A maquete apresentou potencial para ser utilizada como MD no ambiente educacional, na aprendizagem de cbP. Ela foi considerada como eficiente por ser um instrumento facilmente moldável às adaptações curriculares para atender as necessidades dos alunos cegos na resolução das tarefas. Igualmente foi considerada eficaz por apresentar uma configuração que permitiu que alunos experientes ou inexperientes com maquetes desenvolvessem estratégias semelhantes na resolução das tarefas, demonstrando competência e ritmo crescente em seus movimentos sobre o tabuleiro e registros nas colmeias. O arranjo físico da maquete, com sua estética e design minimalista, apresentou um nível de usabilidade adequado para atender os alunos. Por fim, pode-se afirmar que a maquete se mostrou um MD coerente com as características físicas dos alunos que utilizam o tato para coletar as informações, os quais se disseram satisfeitos com sua utilização. Além disso, ela pareceu estar em conformidade com as dimensões pré-estabelecidas de forma eficiente, eficaz e satisfatória para a aprendizagem dos cbP, pois possibilitou aos alunos, por exemplo, demonstrar competência e proficiência no experimento aleatório e na construção de pictogramas. Entres as limitações, o MD não permitiu aos alunos agirem com autonomia durante o experimento. Para minimizar tal limitação, a pesquisadora desempenhou o papel de facilitadora entre o MD, o aluno e os cbP. Espera-se com este MD contribuir para o processo educacional inclusivo, ainda que se tenha consciência de que sua presença em sala de aula não garanta, por si só, a aprendizagem dos cbP.

Palavras-Chave: Análise Instrumental, Maquete Tátil, Alunos Cegos, Conceitos básicos de Probabilidade.

ABSTRACT

This thesis aimed to identify the potential of didactic material (DM), the tactile-type model, for blind students' learning of basic concepts of Probability (bcP). The qualitative research investigated the design, construction and evaluation of MD and for this purpose we proceeded with the curricular adaptations necessary to meet the established objective. The theoretical framework was derived from cognitive ergonomics, particularly the Rabardel instrumental approach. The model was constructed as sequence from five prototypes (M1, M2, M3, M4, M5). Each followed the five steps of user-centred design (UCD) methodology. The relations among the four poles of the collective activities of instrumented situations (CAIS) model, adapted from Rabardel’s model, were used as an instrumental analysis of each prototype's. There were poles of this model: blind student (S), tactile model (I), bcP (O) researchers/specialists (P). After conclusion of the analysis, M5 was validated as the (I) of this thesis for learning bcP by blind students. This, in turn, was composed of a board, two hundred and forty letters EVA terry and flat, seven hives, three hundred toys, a stroller, two plastic covers (terry and flat) to sort and tasks. The participants were four students with acquired blindness, one from Sao Paulo and three from Bahia. The investigation of the model's capability was based on the concept of usability, i.e. effectiveness, efficiency and satisfaction, in accordance with Nielsen's design principles. The bcP were approached from the perspective of the probabilistic literacy model proposed by Gal to solve a sequence of tasks in the situation known as Jefferson's random walks. The model has the potential to be used as a DM in the educational environment, especially in learning bcP. It was considered to be an efficient tool for moulding curricular adaptations to meet the needs of blind students in solving tasks. It was also considered effective for presenting a configuration that allowed experienced students or beginners to develop similar strategies for solving the tasks, demonstrating skills and increasing speed of movement on the board and records in hives. The physical arrangement of the model, with its aesthetic and minimalist design, showed a level of usability adequate to meet the students' needs. Finally, the model proved to be an MD compatible with the physical characteristics of the students, who used touch to gather information and said they were satisfied with the model. Moreover, it seemed to be in accordance with the predetermined dimensions of efficiency, effectiveness and satisfaction in terms of learning bcP. It enabled the students, for example, to demonstrate competence and proficiency in the random experiment and the construction of pictograms. Regarding limitations encountered, the MD did not allow students to act with autonomy during the experiment. To minimize this limitation, the researcher played the role of facilitator between the MD, the student and the bcP. It is hoped that this DM will contribute to inclusive education, even though its presence in the classroom does not guarantee by itself the learning of bcP.

Keywords: Instrumental Analysis, Tactile Model, Blind Students, Basic Concepts of Probability.

http://www4.pucsp.br/pos/edmat/do/tese/aida_vita.pdf


Texto completo:

HTML

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM