REFLEXÕES SOBRE A EDUCAÇÃO FINANCEIRA E SUAS INTERFACES COM A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E A EDUCAÇÃO CRÍTICA
REFLECTIONS ON FINANCIAL EDUCATION AND THE INTERFACE WITH MATH EDUCATION AND CRITICAL EDUCATION

Celso Ribeiro Campos, James Teixeira, Cileda de Queiroz e Silva Coutinho

Resumo


Resumo

Um conceito que há tempos se tornou lugar comum entre os pesquisadores da área de educação e educação matemática é a educação para a cidadania. Nesse contexto, vemos a Educação Financeira como um campo para desenvolver conhecimentos e informações sobre finanças pessoais que podem contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas e de suas comunidades. Diante disso, para esclarecer melhor e aprofundar a discussão sobre o tema, discorremos sobre a relação entre a Educação Matemática e a Educação Financeira. Abordamos também as interfaces entre a Educação Crítica e a Educação Financeira, discutimos o papel da formação de professores para a sua disseminação e, por fim, fazemos um breve mapeamento das pesquisas acadêmicas publicadas no Brasil sobre esse tema.

Palavras-chave: educação financeira; educação crítica; matemática financeira.

Abstract

A concept that has long been a commonplace among researchers of education and mathematics education area is education for citizenship. In this context, we see financial education as a field to develop knowledge and information about personal finance that can help improve the quality of life of people and their communities. Against addition, to further clarify and deepen the discussion on the topic, we carry on about the relationship between mathematics education and financial education. We also analyze interfaces between Critical Education and Financial Education, we discussed the role of teacher training to its spread, and finally presents a brief mapping of academic research published in Brazil on this subject.

Keywords: financial education; critical education; financial math


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA