Concepções de professores de matemática do ensino básico sobre a álgebra escolar
Conceptions of basic school mathematics teachers about school algebra

Alex Bruno Carvalho dos Santos, José Carlos de Souza Pereira, José Messildo Viana Nunes

Resumo


Este trabalho aborda os resultados de uma pesquisa realizada com professores de matemática do ensino básico sobre suas concepções acerca da Álgebra e seu ensino. O referencial que adotamos foi a Teoria Antropológica do Didático. Nosso objetivo foi verificar quais características do modelo epistemológico dominante no ensino de Álgebra são reveladas nas concepções dos professores investigados. Para coleta de dados, adotamos como procedimento metodológico um Percurso de Estudo e Pesquisa. Os resultados revelaram, quanto à epistemologia espontânea do professor, o predomínio da perspectiva da Álgebra no sentido de operação com letras e números, bem como de generalização de padrões, o que a caracteriza como aritmética generalizada.


This work deals with the results of a research with basic school mathematics teachers about their conceptions for Algebra and its teaching. The theoretical framework that we adopted was the Anthropological Theory of Teaching. The objective was to verify which characteristics of the dominant epistemological model on teaching algebra are revealed in the conceptions of the teachers investigated. To collect date it was adopted as the methodological procedure Course of Study and Research. The results show, as the spontaneous epistemology teacher, the predominant view of algebra in the sense of operation with letters and numbers and generalizing patterns, which characterizes it as generalized arithmetic.



Palavras-chave


Álgebra Escolar; Modelo Epistemológico de Referência; Epistemologia Espontânea.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMOULOUD, A. S. Fundamentos da didática da matemática. Curitiba: Ed. UFPR, 2007.

ANDRADE, R. C. D. Geometria Analítica Plana: praxeologias matemáticas no ensino médio. 2007. 121 p. Dissertação (Mestrado em Educação em Científicas e Matemáticas) – Núcleo Pedagógico de Apoio ao Desenvolvimento Científico, Universidade Federal do Pará, Belém, 2007.

BOLEA CATALÁN, P. C. El proceso de algebrización de organizaciones matemáticas escolares. Monografía del Seminario Matemático García de Galdeano, 29. Departamento de Matemáticas. Universidad de Zaragoza, 2003.

BOYER, C B. História da matemática. Tradução de Elza F. Gomide. 2.ed.. São Paulo: Blucher, 1996, p.12-159.

BRASIL. Secretaria da Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática/ Ensino de quinta a oitava série. Brasília: MEC/SEF, 1998.

_______. Ministério da Educação. Prova Brasil: ensino fundamental - matrizes de referência, tópicos e descritores. PDE: Plano de Desenvolvimento da Educação: Brasília: MEC, SEB; Inep, 2008. 200 p.

BROUSSEAU G. Epistemologia E Formazione Degli Insegnanti. In BROUSSEAU GUY, Ingegneria Didattica ed Epistemologia della Matematica, p.51-56. Pitagora Editrice, Bologne, 2006.

CHEVALLARD Y. Le passage de l'arithmétique à l'algébrique dans l'enseignement des mathématiquës au Collège, Deuxième partie, La notion de modélisation., Petit x, n° 1943-75, 1989.

______. La transposition didactique. Grenoble. La Pensée Sauvage Éditions, 1991.

_______. El análisis de las prácticas docentes en la teoría antropológica de lo didáctico. Recherches en Didactique des Mathématiques, Vol 19, nº 2, pp. 221-266, 1999. Disponível em: < http://www.aloj.us.es/rbarroso/Pruebas/CHEVALLARD.PDF >. Acesso em: 18 abr. 2016.

CHEVALLARD, Y; BOSCH, M; GASCÓN, J. Estudar matemáticas: o elo perdido entre o ensino e a aprendizagem. Tradução: Daisy Vaz de Moraes. Porto Alegre: Artmed, 2001.

COXFORD, A. F. e SHULTE, A. P. As ideias da álgebra. São Paulo: Atual, 1995.

D’AMORE, B. Elementos de Didática da Matemática. Tradução de Maria Cristina Bonomi. São Paulo: Livraria da Física, 2007a.

_________. Epistemologia, Didática da Matemática e Práticas de Ensino. Tradução: Giovanni Giuseppe Nicosia e Jeanine Soares. Bolema. Boletim de Educação Matemática. Vol. 20, n° 28, 1179-205, 2007b.

DELEMONT, Magali. – L'épistémologie des enseignants: quel impact surl es procédures des eleves em mathématiques? - Neuchâtel :Institut de recherche et de documentation pédagogique (IRDP), 2006. 60 p.

GASCÓN . J. Un nouveau modèle de l'algèbre élémentaire comme alternative à l'algèbre généralisé, Petit x, n. 37, 43-63, 1994.

SANTOS, L. M. Concepções do professor de matemática sobre o ensino de álgebra. 2005. 121 p. Dissertação (Mestrado em Educação matemática). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC SP. São Paulo, 2005.

SIERRA, T. Lo Matemático en el diseño y análisis de Organizaciones Didácticas. Los Sistemas de Numeración y la Medida de Magnitudes Continuas (Tesis Doctoral). Universidad Complutense de Madrid. 2006.

USISKIN, Z. Concepções sobre a álgebra da escola média e utilizações das variáveis (Artigo). In: COXFORD, Arthur F. & SHULTE, Albert P. As idéias da álgebra.The National Council os Teachers of Mathematics.Tradução: Hygino H. Domingues. São Paulo: Atual, p. 9 - 22. 1995.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2017v19i1p81-103

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA