Cartoons Matemáticos com Tecnologias Digitais
Mathematical Cartoons with Digital Technologies

Rosicacia Florencio Costa, Daise Pereira Lago Souto

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir o modo como as tecnologias digitais, utilizadas na produção de cartoons, podem influenciar o raciocínio Matemático. Os dados foram produzidos durante a realização de oficinas com alunos do Ensino Médio. Metodologicamente, este estudo insere-se no paradigma qualitativo e caracteriza-se como uma pesquisa-ação. Os instrumentos de produção dos dados foram a observação participante, notas de campo, questionário, entrevistas e registro audiovisual. A fundamentação teórica se apoiou nos conceitos presentes no Sistema de Atividade Seres-Humanos-Com-Mídias. Os principais resultados indicaram que as tecnologias digitais, utilizadas na produção dos cartoons, influenciaram e reorganizaram o raciocínio matemático. elas possibilitaram mudanças no processo de aprendizagem da Matemática.  


Palavras-chave


Aprendizagem da Matemática, Cartoons, Sistema Seres-Humanos-Com-Mídias.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, J. L.; BORBA, M. C. Construindo pesquisas coletivamente em Educação Matemática. In: BORBA, M. C; ARAÚJO, J. L. (Org.). Pesquisa qualitativa em educação matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

BAUER, M. W.; GASKELL, G. (org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 448.

BOGDAN, R.C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação. Porto: Porto Editora, 1994.

BORBA, M. C. Students Understanding of transformations of functions using multi-representational software. 1993, 372f. Tese (Doctor of Philosophy) – Faculty of graduate school of Cornel University, Ithaca, 1993.

______. Tecnologias Informáticas na Educação Matemática e Reorganização do Pensamento. In: Bicudo, M. A. V., Pesquisa em Educação Matemática: Concepções e Perspectivas. São Paulo: Editora UNESP, 1999.

______. Humans-with-media and continuing education for mathematics teachers in online environments. Revista ZDM Mathematics Education, v. 44, n. 6, p. 801-814. 2012.

______. et al. Blended learning, e‑learning and mobile learning in mathematics

education. Revista ZDM Mathematics Education. v. 48, p. 589-610, 2016.

______ . VILLARREAL, M. E. Humans-with-Media and the Reorganization of Mathematical Thinking: information and communication technologies, modeling, experimentation and visualization. New York: Springer, 2005.

COSTA, R. F.; SOUTO, D. L. P. Cartoons no Ensino da Matemática: limites e possibilidades. In: Anais XII ENEM - Encontro Nacional de Educação Matemática. São Paulo-SP. 2016.

DESLAURIERS, J. P. A Indução Analítica. In. POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, 2008.

ENGESTRÖM, Y. Learning by expanding: an activity-theorical aprroach to developmental research. Helsinki, 1987. Disponível em: . Acesso em: 10 julho 2017.

______. Activity Theory and individual and social transformations. In: ENGESTRÖM, Y.; MIETTINEN, R.; PUNAMÃKI, R. L. (Eds.). Perspectives on Activity Theory. Cambridge: Cambridge University Press, 1999.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 9ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2005.

LÉVY, O. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: Editora, 34, 1993.

MANOVICH, L. The language of new media. Cambridge, Mass: The MIT Press, 2001.

MCLUHAN, M. Understanding media: the extensions of man.

New York: McGraw Hill, 1964.

OLIVEIRA, G.P.; MARCELINO, S.B. Estratégias didáticas com o software SuperLogo: adquirir fluência e pensar com tecnologias em Educação Matemática. Educação Matemática Pesquisa, v.17, n. 4, pp. 816-842, 2015.

RIBEIRO, E. A. A perspectiva da entrevista na investigação qualitativa. Evidência: olhares e pesquisa em saberes educacionais, Araxá/MG, n. 04, p.129-148, maio de 2008.

SOARES, D. S. Uma Abordagem Pedagógica Baseada na Análise de Modelos para Alunos de Biologia: qual o papel do software? 2012, 341f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2012.

SOUTO, D. L. P. Refletindo sobre o papel do software GeoGebra na produção de conhecimento Matemático construído por um coletivo pensante formado por humanos e mídias. Revista do Instituto GeoGebra Internacional de São Paulo (IGISP), v. 1, p. 22-36, 2012.

______. Transformações Expansivas em um Curso de Educação Matemática a Distância Online. (2013) 279f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2013.

______ P. Transformações Expansivas na Produção Matemática On-Line. 1.ed.-São Paulo: Cultura Acadêmica, 2014.

______. Aprendizagem matemática on-line: quando tensões geram conflitos. Revista Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v.17, n.5, pp. 942 – 972, 2015.

______. ARAÚJO, J. L. Possibilidades expansivas do sistema Seres-humanos-com-mídias: um encontro com a Teoria da Atividade. In: Borba, M. C., Chiari, A. (Eds.) Tecnologias Digitais e Educação Matemática (p. 71-90). São Paulo: Editora Livraria da Física, 2013.

______. BORBA, M. C. Transformações expansivas em Sistemas de Atividade: o caso da produção matemática com a Internet. Revista Perspectivas em Educação Matemática, v. 6, n. 1, p. 14-57, 2013.

______.______. Movimentos, estagnações, tensões e transformações na aprendizagem da matemática online. In: Anais do VI Sipem - VI Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática SIPEM. Pirenópolis, 2015.

______. ______Seres-humanos-com-internet ou internet-com-seres-humanos: uma troca de papéis? Revista Latinoamericana de Investigación en Matemática Educativa - RELIME. v. 19, n. 2. México, 2016.

TAYLOR, D.; PROCTER, M. The literature review: A few tips on conducting it. University of Toronto Writing Support Site. [January 20, 2013], 2008. Disponível em:

Acesso em: 11 setembro/2017.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. 14ª ed. São Paulo: Editora Cortez, 2005.

TIKHOMIROV, O.K; The psycological consequences of the computerization. In: Werstch, J. The concepto f activity in soviet psychology. New York: Sharp, 1981.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2019v21i1p025-048

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM