Aporte da teoria antropológica do didático numa análise institucional sobre o saber probabilidade para o ensino médio
Support of anthropological theory of teaching in an institutional analysis of knowledge probability for high school

Cecilia Manoella Carvalho Almeida, Luiz Marcio Santos Farias

Resumo


Neste artigo, apresentamos o saber Probabilidade nos documentos oficiais do ensino médio, assim como em um livro didático aprovado pelo PNLD 2015. Esta pesquisa decorre da análise de um modelo epistemológico de referência e visa observar as incompletudes existentes na abordagem do conceito de Probabilidade. Assim, discutiremos, de acordo com a Teoria Antropológica do Didático, como estas instituições apresentam suas organizações matemáticas para o ensino deste saber, sobre seus diversos níveis de co-determinação didática. Pretendemos averiguar a hipótese de que se faz necessário apresentar aos professores sequências didáticas que primem pelo ensino de Probabilidade de maneira integrada.<BR>

In this article, we present the Knowledge Probability in official high school documents, as well as in a textbook approved by the PNLD 2015. This research is based on the analysis of a reference epistemological model and aims to observe the incompleteness in the approach to the concept of Probability. Thus, we will discuss, according to the Anthropological Theory of Didactic, how these institutions present their mathematical organizations for the teaching of this knowledge, about their different levels of didactic co-determination. We intend to investigate the hypothesis that it is necessary to present to the teachers didactic sequences that excel by the teaching of Probability in an integrated way.


Palavras-chave


Teoria Antropológica di Didático. Analise Institucional. Probabilidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, C. M. C.; FARIAS, L. M. S. Uma Análise do conceito de Probabilidade nos Livros didáticos do Ensino Médio à luz da Teoria Antropológica do Didático. In: I Simpósio Latino-Americano de Didática da Matemática – LADIMA, 2016, Bonito, Mato Grosso do Sul. Anais... Bonito, Mato Grosso do Sul, 2016.

ALMEIDA, C.M.C. Um modelo didático de referência para o ensino de Probabilidade. 2018.149f. Dissertação (Mestrado em Ensino, filosofia e história das ciências- PPGEFHC). Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2018.

ALMOULOUD, S. A. Fundamentos da didática da Matemática. Curitiba: Editora UFPR, 2007.

______. Teoria Antropológica do Didático: metodologia de análise de materiais didáticos. Unión, San Cristobal de La Laguna, v. 42, p. 09-34, 2015.

ARTAUD, M. Conditions et contraentes de l’existence des mathematiques dans l’enseignement general permanences et evolutions. IUFM d’ aix-Marseilles, n.50, p.23-38,1998.

BARQUERO, B.; BOSCH, M.; GASCÓN, J. Las tres dimensiones del problema didáctico de la modelización matemática. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 1-28, 2013.

BATANERO, C. Significados de La Probabilidad en La Educación Secundária. Relime, v. 08, n. 3, p. 247-263, 2005.

BOSCH, M.; GASCÓN, J. Fundamentación antropológica de las organizaciones didácticas: de los “talleres de práticas matemáticas” a los “recorridos de estúdio e investigacion”. 2010.

BOSCH,M.; CHEVALLARD,Y. La sensibilité de l'activité mathématique aux ostensifs- Objet d'étude et problématique. Recherches en Didactique des Mathématiques. Paris,1999.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais – Matemática. Brasília: SEF/MEC, 1998.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio – Matemática. Brasília: MEC, 2000.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Brasília: MEC, 2014.

______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Lei 9394/96. Disponível em: . Acesso em: 03 abr. 2017.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Básica. Guia de livros didáticos PNLD, Ensino Médio. Brasília: MEC, 2015.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Básica. Orientações curriculares para o Ensino Médio: Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC, 2006.

CHAACHOUA, H.; COMMIT C. L’analyse du rôle des manuels dans l'approche anthropologique. ACTES CITAD 2, p. 771-789, 2010.

CHEVALLARD, Y. Analyse des pratiques enseignantes et didactique des mathematiques: l`approche anthropologique. Mairselle: IREM de Clermont-Ferrand, p. 91-120, 1998. Disponível em: . Acesso em: 03 abr. 2017.

______. El análisis de las prácticas docentes en la teoría antropológica de lo didáctico. Recherches en Didactique des Mathématiques, Vol 19, nº 2, pp. 221-266, 1999.

______. Organiser l’etude. 3. Ecólogie & regulation. Actes de la 11 École d’ Été de Didactique dês Mathématiques. France: La Penseé Sauvage. 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2016.

______. La place des mathématiques vivantes dans l’éducation secondaire: transposition didactique des mathématiques et nouvelle épistémologie scolaire. La place des mathématiques vivantes dansl’éducation secondaire, APMEP, p. 239-263, 2005.

______. Remarques sur la notion d’infrastructure didactique et sur le rôle des PER. Lyon: UMR, 2009. Disponível em: . Acesso em: 03 abr. 2017.

GAL, I. Towards 'probability literacy' for all citizens. In: JONES, G. A. (Ed.). Exploring probability in school: Challenges for teaching and learning. USA: Springer, 2005. p. 39-63.

HENRIQUES, A.; NAGAMINE, A.; NAGAMINE, C. M. L. Reflexões Sobre Análise Institucional: o caso do ensino e aprendizagem de integrais múltiplas. Boletim de Educação Matemática, São Paulo, v. 26, n. 44, p. 1261-1288, 2012.

IEZZI, G. et al. Matemática: ciências e aplicações. 7. ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2013.

LAJOLO, M. Livro didático: um (quase) manual de usuário. Em Aberto, Brasília, n. 69, v. 16, jan./mar. 1996.

LECOUTRE, M. P. Jugements probabilistes chez des adultes: pratique des jeux de hasard et formation em théorie des probabilités. Bulletin de Psychologie, Paris, 1985.

MACHADO, V. M. Prática de estudo de ciências: formação inicial docente na unidade pedagógica sobre a digestão humana. 268 f. 2011. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2011.

RODRIGUES, M. R.; MARTINS, E.G. A Abordagem do tema Probabilidade nos livros aprovados pelo PNLD para o triênio 2015 – 2017 e suas implicações no processo de ensino e aprendizagem. Encontro nacional de educação Matemática – ENEM, anais, 2016.

SILVA, J. V. G. Grandezas e medidas: Um percurso de estudo e pesquisa para a prática profissional. 427 f. 2016. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Universidade Anhanguera de São Paulo, São Paulo, 2016.

VIALI, L.; OLIVEIRA, P. I. Uma Análise de Conteúdos de Probabilidade em Livros Didáticos do Ensino Médio. Estudos e Reflexões em Educação Estatística, Editora Mercado de Letras, São Paulo, v. 1, p. 85-103, 2010.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2018v20i3p164-187

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA