A confecção de histórias em quadrinhos como mecanismo de aprendizagem de geometria
The making of comics as a learning mechanism of geometry

Elias Santiago de Assis

Resumo


A presente investigação, de natureza qualitativa, tem como objetivo investigar os contributos da confecção de histórias em quadrinhos (HQs) na aprendizagem de geometria de futuros professores de matemática. Para isso, foi realizado um estudo de caso envolvendo um grupo de estudantes de um curso de licenciatura em matemática de uma universidade pública do estado da Bahia. Estes sujeitos produziram HQs cujos conteúdos versavam sobre assuntos da geometria euclidiana plana estudados em um componente curricular de nome quase homônimo. Além das HQs, constituiu-se enquanto instrumento de recolha de dados um questionário aplicado aos participantes na perspectiva de compreender o processo de criação das HQs sob a ótica desses sujeitos. Os resultados revelaram que, além da produção de um material de didático, a elaboração das HQs fez com que os futuros docentes expusessem os ganhos e as fragilidades quanto à aprendizagem de geometria.


Palavras-chave


Aprendizagem de geometria, Material didático, Histórias em quadrinhos.

Texto completo:

PDF

Referências


ANCHIETA, R. J. F. A sistematização do conhecimento matemático através das histórias em quadrinhos. 2011. 119f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2011.

ANDRADE, J. A. A.; NACARATO, A. M. Tendências didático-pedagógicas no ensino de Geometria: um olhar sobre os trabalhos apresentados nos ENEMs. Educação Matemática em Revista, v. 11, n. 17, p. 61-70, 2005.

ASSIS, E. S. Exposição axiomática da geometria euclidiana plana por meio de histórias em quadrinhos: possibilidades, limitações e desafios. 2017. 549 f. Tese (Doutorado em Ciências da Educação) – Instituto de Educação, Universidade do Minho, Braga, 2017.

BAHIA, M. A legitimação cultural dos quadrinhos e o Programa Nacional da Biblioteca Escolar: uma história inacabada. Educação, v. 35, n. 3, 340-351, 2012.

BALLADARES, B. L. Malba Tahan, Matemática e Histórias em Quadrinhos: produção discente de HQs em uma colônia de pescadores. 2014. 185f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) - Instituto de Matemática, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

BARBOSA, J. L. M. Geometria Euclidiana Plana. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Matemática, 2006

BARI, V. A.; VERGUEIRO, W. Biblioteca escolar, leitura e histórias em quadrinhos: uma relação que se consolida. In Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 10, 2009, João Pessoa. Anais... João Pessoa: Ideia, p. 741-752, 2009.

BATTISTA, M. T. Highlights of research on learning school geometry. In CRAINE, T. V. e RUBENSTEIN R. (Ed.). Understanding geometry for a changing world. United States: National Council of Teachers of Mathematics, 2009, p. 91-108.

BIXIRÃO NETO, T., BREDA, A., GODINO, J. D. Desenvolvimento do Raciocínio Dedutivo ao Nível do Ensino Secundário: Recurso a Geometrias Planas. Revista Quadrante, v. 20, n. 1, p. 83-100, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

CHIZZOTI, A. A pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais: evolução e desafios. Revista Portuguesa de Educação, v. 16, n. 2, p. 221-236, 2003.

COSTA JÚNIOR, J. R.; SILVA, J. B. R. A geometria pela ótica da teoria de Van Hiele: uma análise do nível de desenvolvimento do pensamento geométrico de alunos de um curso de licenciatura em matemática. In Encontro Paraibano de Educação Matemática, 8, 2014. Anais... Campina Grande: Sociedade Brasileira de Matemática, 2014, p. 1-13.

COUTINHO, C. P. Metodologia de investigação em ciências sociais e humanas: teoria e prática. Coimbra: Almedina, 2013.

CRESCENTI, E. P. Os professores de matemática e a geometria: opiniões sobre a área e seu ensino. 2005. 252f. Tese (Doutorado em Educação). Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2005.

FRANCIS PELTON, L.; PELTON, T. The Learner as Teacher: Using Student Authored Comics to “Teach” Mathematics Concepts. In: SIEMENS G. e FULFORD C. (Ed.). Proceedings of ED-MEDIA 2009: World Conference on Educational Multimedia, Hypermedia & Telecommunications. Honolulu, HI, USA: Association for the Advancement of Computing in Education (AACE), 2009, p. 1591-1599.

FRANCO, E. (2011). Criando histórias em quadrinhos com técnicas alternativas. In SANTOS NETO, E. e SILVA, M. R. P. Histórias em quadrinhos & educação: formação e prática docente. São Bernardo do Campo: UMESP, 2011, p. 107-125.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: Como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. Rio de Janeiro: ABDR Editora Afiliada, 2004.

IMENES, L. M.; JAKUBO, J.; LELIS, M. Pra que serve Matemática? Geometria. São Paulo: Editora Atual, 2004

KESSLER, B. Comic books that teach mathematics. In: KAPLAN, C. S. e SARHANGI, R. (Eds.). Proceedings of Bridges 2009: Mathematics, Music, Art, Architecture, Culture. London: Tarquin Books, 2009, p. 97-104.

KOJIMA, H.; TOGAMI, S.; CO, B. Guia Mangá de Cálculo Diferencial e Integral. Tradução de: DAMIANI, E. B. São Paulo: Novatec Editora Ltda, 2010.

LOVETRO, J. A. Origens das histórias em quadrinhos (Série História em quadrinhos: um recurso de aprendizagem). Rio de Janeiro: TV Escola – Salto para o futuro, 2011.

LUYTEN, S. M. B. Introdução (Série História em quadrinhos: um recurso de aprendizagem). Rio de Janeiro: TV Escola – Salto para o futuro, 2011.

MIRANDA, M. G. O Professor Pesquisador e Sua Pretensão de Resolver a Relação Entre a Teoria e a Prática na Formação de Professores. In: ANDRÉ, M. E. D. A. Org.). O Papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas: Papirus, 2006, p. 129-143.

MORRISON, T. G.; BRYAN, G.; CHILCOAT, G. W. Using student-generated comic books in the classroom. Journal of the Adolescent & Adult Literacy, v. 45, n. 8, p. 758-767, 2002.

PATROCÍNIO, G. A. M. Contribuições e possibilidades da autoria de histórias em quadrinhos digitais para a aprendizagem em matemática. 2012. 201f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2012.

PAVANELLO, R. M. O abandono do ensino de geometria no Brasil: causas e consequências. Zetetiké, v.1, n.1, p. 7-17, 1993.

PEREIRA, A. C. C. O uso de quadrinhos no ensino da matemática: um ensaio com alunos do curso de licenciatura em matemática da UECE. In Encontro Nacional de Educação Matemática, 10, 2010. Anais... Salvador: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 2010, p. 1-9.

PETIT. J. P. As aventuras de Anselmo curioso. Tradução de: PIGNATELLI, L. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1982.

PONTE, J. P. O estudo de caso na investigação em educação matemática. Quadrante, v. 3, n. 1, p. 3-18, 1994.

RÊGO, R. G.: RÊGO, R. M.; VIEIRA, K. M. Laboratório de ensino de geometria. Coleção formação de professores. Campinas: Editora Autores Associados, 2012.

REZENDE, L. A.; SILVÉRIO, L. B. R. Leitura e educação – representações da inclusão social na obra de Maurício de Sousa. Cadernos de Letras da UFF – Dossiê: Palavra e imagem, v. 44, n. 1 255-276, 2012.

ROSA, M.; PAZUCH, V.; SILVA, S. T. O feedback de professores de matemática sobre a vivência com histórias em quadrinhos: reflexões para o processo de ensinar matemática. Educação Matemática em Revista – RS, v. 13, n. 2, p. 71-80, 2012.

SANTOS, L. S. A geometria da escola e a utilização de histórias em quadrinhos nos anos finais do ensino fundamental. 2014. 120f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2014.

SANTOS NETO, E. Dez considerações para professores que desejam trabalhar com histórias em quadrinhos. In: SANTOS NETO, E e SILVA, M. R. P. (Orgs.). Histórias em quadrinhos & educação: formação e prática docente. São Bernardo do Campo: UMESP, 2011, p. 127-136.

SANTOS NETO, E.; SILVA, M.R. P. Histórias em quadrinhos e educação: histórico e perspectivas. In: E. S. Neto, & M. R. P. Silva (Orgs.). Histórias em quadrinhos  educação: formação e prática docente. São Bernardo do Campo: Editora UMESP, 2011, p. 19-32.

SANTOS, R. E.; VERGUEIRO, W. Histórias em quadrinhos no processo de aprendizado: da teoria à prática. EccoS – Revista Científica, v. 27, n. 1, p. 81-95, 2012.

SETUBAL, F. M. R.; REBOUÇAS, M. L. M. Quadrinhos e educação: uma relação complexa. Revista brasileira de história da educação, v. 15, n. 1, p. 301-334, 2015.

SEVERINO, A. J. Ensino e pesquisa na docência universitária: caminhos para a integração. São Paulo: Pró-Reitoria de Graduação – USP, 2008. (Cadernos de Pedagogia Universitária, v. 3).

SILVA, L. M. S. As histórias em quadrinhos adaptadas como recurso para ensinar Matemática para alunos cegos e videntes. 2010. 179f. (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio claro, 2010.

SOUZA, M. Turma da Mônica em Saiba mais sobre a história da matemática. Barueri: Pannini, 2011.

TOH, T. L. Use of cartoons and comics to teach algebra in mathematics classrooms. In: MARTIN, D., FITZPATRICK, T. HUNTING, R., ITTER, D., LEONARD C., MILLS T. e MILN L. (Eds.). Mathematics of Prime Importance: MAV Yearbook 200. Melbourne: The Mathematical Association of Victoria, 2009, p. 230-239.

UPSON, M.; HALL, C. M. Comic book guy in the classroom: the educational power and potential of graphic storytelling in library education. Kansas Library Association College and University Libraries Section Proceedings, v. 3, n. 1, p. 28-38, 2013.

VERGUEIRO, W. Uso das HQs no ensino. In: RAMA, A. e VERGUEIRO, W. (Orgs.). Como usar as histórias em quadrinhos na sala de aula. São Paulo: Editora Contexto, 2006, p. 7-30.

YAMAGUTI, V. As adaptações literárias em quadrinhos selecionadas pelo PNBE: soluções e problemas na sala de aula. Olh@ares, v. 2, n. 1, p. 441-459, 2014.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2018v21i2p441-465

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA