Percursos de estudantes ao lidarem com a introdução do conceito de limite
Student routes when dealing with the introduction of the concept of limit

Sonia Maria Monteiro da Silva Burigato, José Luiz Magalhães de Freitas, Cécile Ouvrier-Buffet

Resumo


Neste artigo apresentamos parte de nossa pesquisa de doutorado em andamento, em que temos como objetivo central levantar elementos no processo de aprendizagem da introdução do conceito de limite de função. Referenciamo-nos em uma teoria cognitivista, para buscarmos esses caminhos intelectuais dos alunos ao lidar com atividades introdutórias do conceito de limite, no caso a teoria dos campos conceituais de Vergnaud. Escolhemos trabalhar com alunos de um curso de licenciatura em matemática no Brasil e também com alunos da França. A ideia é realizar uma comparação, em termos de introdução desse conceito e dos caminhos percorridos por esses estudantes na introdução desse conceito. Um dos aspectos diferentes desses dois países é com relação ao nível escolar em que este conceito é apresentado. No Brasil geralmente ele é introduzido na universidade, enquanto que na França isso ocorre no lycée. Nas primeiras análises das resoluções dos estudantes, modelamos teoremas em ação (adequados ou não) e também regras em ação relacionadas a esses teoremas em ação e, assim, estamos conseguindo investigar os primeiros esquemas que esses alunos utilizam ao lidar com as situações introdutórias para o ensino de limite de funções. Buscamos também estudar aproximações entre os esquemas utilizados pelos alunos do Brasil e da França.

Palavras-chave


Esquemas. Brasil e França. Teoremas em ação. Limite de função.

Texto completo:

PDF

Referências


ARTIGUE, M. La enseñanza de los princípios del cálculo: problemas epistemológicos, cognitivos y didácticos. In Ingeniería Didáctica em Educación Matemática: Un esquema para lainvestigación y lainnovaciónenlaenseñanza y elaprendizaje de las matemáticas. Grupo Editorial Iberoamérica. Bogotá, 1995, p. 97-140.

BARUFI, M. C. B. A Construção/negociação de Significados no Curso Universitário Inicial de Cálculo Diferencial e Integral. Tese de Doutorado. USP-SP, 1999.

Bulletin Officiel (B. O.) BO Spécial nº 9 du 13 octobre 2011. Programmes des Mathématiques. Classe de Terminale. 2011. Disponible en : .

CORNU, B. Apprentissage de La notion de limite: conceptions et obstacles. Tese de doutorado - Universidade de Grenoble. 1983.

CURY, H. N.; CASSOL, M. Análise de erros em Cálculo: uma pesquisa para embasar mudanças. ACTAS CIENTIAE, Canoas, v.6, p.27-36, 2004.

TALL, D.; Vinner, S. Concept image and concept definition in mathematics, with special reference to limits and continuity, Educational Studies in Mathematics, Dordrecht, 1981 vol. 3, n. 12, p. 151-169.

VERGNAUD, G. La théorie de champs conceptuels. Recherches en Didactique de Mathématiques, Editora La Pensée Sauvage, Grenoble, França, 1990, v.10, n.2.3, p.133-170.

VERGNAUD, G. Quais questões a teoria dos campos conceituais busca responder? Anais: LADIMA - I Simpósio Latino-Americano de Didática da Matemática. Bonito - Mato Grosso do Sul, 2016.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2019v21i5p177-192

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA