A modelagem matemática como proposta de ensino e aprendizagem do conceito de função.

Ricardo Antonio de Souza

Resumo


O objetivo deste trabalho foi verificar se os professores se apropriam da modelagem como processo de ensino e aprendizagem. Para isso, baseando-se no "segundo caso" de modelagem proposto por Barbosa, desenvolvemos uma atividade com professores da rede estadual de ensino, em hora de trabalho pedagógico coletivo (htpc), para buscar dados que possam dar pistas de como tais professores incorporam essa estratégia em suas práticas pedagógicas, para o ensino do conceito de função. A pesquisa foi composta por três fases: na primeira, desenvolvemos uma atividade de modelagem para a introdução do conceito de função. Essa fase foi desenvolvida em dois encontros de duas horas cada, cuja proposta foi apresentar condições para que os professores percebessem que por meio de um problema real, é possível construir o conhecimento desejado. Na segunda fase foram realizadas entrevistas individuais para verificar de que forma os professores participantes poderiam ter se apropriado da modelagem matemática em suas práticas docentes. Foi utilizado o trabalho de Silveira, que analisa dissertações e teses que tratam a modelagem matemática como estratégia de ensino e aprendizagem tanto na formação inicial como na continuada de professores, para elaborar as questões apresentadas, bem como analisar as respostas dadas a elas. Na última fase, utilizando as mesmas questões da parte anterior, realizamos uma entrevista coletiva com os participantes, a fim de identificar possíveis divergências entre as respostas dadas na primeira e nesta, bem como encontrar algumas convergências e/ou divergências entre as análises realizada no trabalho de Silveira e as respostas dadas pelos nossos participantes. Apesar de encontramos algumas semelhanças, identificamos outros fatores que podem levar a aceitação ou não da modelagem matemática para a prática docente. No entanto, mesmo com uma aparente aceitação dessa metodologia pelos sujeitos de nossa pesquisa, não podemos assegurar que os mesmos realmente a utilizarão em suas práticas docentes; pois para isso, seria necessário após algum tempo verificar sua apropriação por observação dos professores em situação de aula. A escolha do horário de HTPC, revelou-se apropriada, para uma reflexão socializada por professores de uma mesma instituição, havendo mesmo manifestações sobre a conveniencia da utilização desse espaço. Palavras-Chave: Educação Matemática, Ensino e Aprendizagem, Modelagem Matemática e Função. Abstract The aim of this study was to determine if teachers take ownership of the modeling as teaching and learning. To do so, relying on the "second case" modeling proposed by Barbosa, we developed an activity with teachers in state schools in time for collective pedagogical work (htpc) to fetch data which may give clues to how these teachers incorporate this strategy into their teaching, for teaching the concept of function. The survey consisted of three phases: first, we develop a modeling activity for introducing the concept of function. This phase was conducted in two meetings of two hours each one, in which we intended to present conditions for teachers to realize that through a real problem, it is possible to construct the desired knowledge. In the second stage individual interviews were conducted to determine how the participating teachers could have appropriated the mathematical modeling in their teaching practices. We used the work of Silveira, which examines theses and dissertations that deal with mathematical modeling as a strategy for teaching and learning both in initial and in-service teacher, to elaborate the issues presented, as well as analysis of the responses to them. In the last phase, using the same questions from the front, we held a press conference with participants in order to identify possible discrepancies between the answers given in the first and this and find some similarities between the analysis performed on the work of Silveira and responses by our participants. Despite some similarities, we identified other factors that may lead to acceptance or rejection of mathematical modeling for teaching practice. However, even with an apparent acceptance of this methodology by the subjects of our research, we can‟t guarantee that they actually use in their teaching practices: for this, would be necessary after some time to verify its ownership. The choice of time HTPC, it proved appropriate to reflect socialized by teachers from the same institution, and there are statements about the desirability of using this space. Key Words: Math Education, Teaching and Learning, Mathematical Modeling and Function

Texto completo:

HTML

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA