No meio do caminho tinha uma pedra: o papel do leitor e do narrador no romance Pedro Pedra, de Gustavo Bernardo

Eliane Aparecida Galvão Ribeiro Ferreira

Resumo


Objetiva-se apresentar uma possibilidade de leitura da obra juvenil Pedro Pedra, de Gustavo Bernardo, na qual se considera o papel do leitor e do narrador. Para a consecução desse
objetivo, pretende-se refletir, a partir das contribuições da estética da recepção, acerca do que propicia o prazer na leitura e quais elementos determinam o papel do leitor implícito e as disposições
do narrador. Constrói-se, neste texto, a hipótese de que a estratégia do escritor de apresentar sua narrativa sob a forma de um romance de formação permite ao jovem leitor, também em fase de definição de sua personalidade, identificação com a temática.

Palavras-chave


estética da recepção, literatura juvenil, leitor, narrador.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em: