As cartas de Mário de Andrade: seu projeto estético à luz das “máscaras poéticas”

Sumaia Haddad, Fátima Cristina Dias Rocha

Resumo


Mário de Andrade foi uma personalidade autêntica e múltipla, um ambicioso incansável que se empenhou arduamente em projetos estéticos e éticos do credo modernista. Sua visão abrangente em relação aos problemas culturais brasileiros o fez atuar conscientemente por meio de muitas frentes de trabalho, como textos poéticos, artigos e ensaios críticos, e cartas, muitas cartas direcionadas aos amigos contemporâneos ou a quem o procurava pedindo conselhos. Levando-se em conta que algumas das propostas estéticas do poeta paulista foram intensamente debatidas e abordadas nas cartas trocadas por Mário de Andrade, como, por exemplo, as ofertadas ao poeta Carlos Drummond, destacamos, no presente artigo, alguns dos projetos estéticos marioandradianos pelo viés que os caracterizava como “máscaras poéticas”, aquelas que, de certa forma, compuseram a maioria dos seus intensos debates epistolares mantidos com o poeta mineiro.

Palavras-chave


Mário de Andrade; Projetos estéticos; “Máscaras poéticas”; Cartas

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em: