Arte, literatura e infâncias na obra de Jimmy Liao: alguns diálogos possíveis entre produção e recepção

Valeria Sardi

Resumo


Neste artigo analisaremos o livro álbum Ojalá pudiera pedir un deseo [Quem dera pudesse pedir um desejo] do ator e ilustrador taiwanês Jimmy Liao a partir de  um duplo olhar. De um lado, questionaremos como este texto se configura  em  uma clara relação entre a literatura e a arte –em um diálogo  entre as diferentes linguagens artísticas– e, por outro lado, nos deteremos em uma experiência de leitura do texto selecionado com professores/as participantes do curso de formação de professores na cidade de Buenos Aires, Profesorado en Lengua y Literatura.Neste sentido, nos interessa pensar como Liao constrói seus textos, tomando como exemplo o selecionado, e, a partir da experiência de leitura com professores/as em formação, teorizar e refletir sobre as práticas de leitura na formação de professores/as de educação infantil, as relações entre os modos de ler e a educação visual, entre representações de infâncias e literatura para crianças.

Palavras-chave


Jimmy Liao; Arte e literatura; Leitura; Formatura em educação

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em: