Narrativas de resistência: o não-lugar, o enfrentamento as diferenças, a não-visão única de mundo em contos de Chimamanda Adichie

Fernanda Aquino Sylvestre

Resumo


Nos contos A coisa à volta do teu pescoço e Uma experiência privada, Chimamanda Adichie leva seus leitores a contemplar dois mundos: o da Nigéria e o dos Estados Unidos. Na primeira narrativa, a escritora aborda a experiência de uma nigeriana na América, vista como um sonho, e mostra como é habitar esse não-lugar e resistir a ele. No segundo conto, Adichie leva o leitor a experienciar as diferenças de duas mulheres africanas: uma cristã e outra muçulmana. Nesse contexto, o objetivo deste artigo é abordar como as personagens femininas das histórias escolhidas constroem suas identidades, como superam as dificuldades do não-lugar em que se encontram e, ainda, como rompem com os discursos únicos e pré-concebidos que permeiam o mundo contemporâneo face à tradição.

Palavras-chave


Chimamanda Adichie; não-lugar;memória

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2018i21p80-91

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em: