Lima e Quaresma: uma análise da alteridade em “Triste fim de Policarpo Quaresma” à luz da cosmologia semiótica de Charles Sanders Peirce

Gerson Tenório dos Santos

Resumo


O objetivo deste trabalho é fazer uma análise da alteridade no romance “Triste fim de Policarpo Quaresma”, de Lima Barreto, à luz da cosmologia semiótica de Charles Sanders Peirce. Será analisada a complexa relação entre o autor/narrador e a personagem principal Policarpo Quaresma. Embora politicamente falando haja uma grande distância entre o autor/narrador, é possível notar que da perspectiva ética a personagem constitui a contraparte deste narrador complexo, refletindo o ideal de uma sociedade mais justa, mais amorosa, como defendeu Lima Barreto em seus textos críticos. A cosmologia semiótica de Peirce, ao defender que é o amor o grande motor da evolução cósmica, nos permite uma aproximação, de uma perspectiva ética, da complexa relação que se dá entre o autor/narrador e a personagem, como será analisado neste trabalho.


Palavras-chave


Policarpo Quaresma; Alteridade; Amor evolucionário; Cosmologia; Ética

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1983-4373.2018i21p148-162

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em: