Filosofia e História da Química para educadores em Química

Débora Schmitt Kavalek, Diogo Onofre Gomes de Souza, José Cláudio Del Pino, Marcos Antônio Pinto Ribeiro

Resumo


Resumo

O ensino de química nas escolas de ensino básico apresenta muitas dificuldades, incertezas, desafios e críticas que necessitam de discussões. A química que se ensina, na maioria das escolas, desde o 9º ano até o 3º ano do Ensino Médio, prioriza a memorização de fórmulas e teorias descontextualizadas, empregando, muitas vezes modelos de limitada compreensão, levando à interpretação equivocada de fenômenos e conceitos, em meio a um currículo com necessidade de questionamentos e revisão. Nesse sentido, acredita-se que a filosofia da química pode fornecer subsídios teóricos para o ensino de química. Surge a necessidade, pois, de se inserir e articular a química à filosofia, introduzindo, entre outras atividades, o debate sobre: modelo, lei, teoria e representação; método científico; observação na ciência; os aspectos filosóficos da história da química; exemplos de contextos da química e trabalho dos químicos; discussões sobre a química e a filosofia, para humanizar a ciência e aproximá-la dos interesses sociais, objetivo que almejamos neste trabalho através de pesquisa bibliográfica em alusão à vinculação da filosofia da química na qualificação do ensino.

Palavras-chave: Ensino; Química; Filosofia da Química.

Abstract

The teaching of chemistry in schools of basic education presents many difficulties, uncertainties, challenges and criticisms that need discussions. The chemistry that is taught in most schools, since ninth grade until the third year of high school, prioritizes memorization of formulas and theories out of context, employing, often limited understanding models, leading to the mistaken interpretation of phenomena and concepts, in the midst of a resume with need for questions and review. In this sense, it is believed that the philosophy of chemistry can provide theoretical support for the teaching of chemistry. The need arises therefore if insert and articulate the chemistry to philosophy, introducing, among other activities, the debate on: model, law, theory and representation; scientific method; observation in science; the philosophical aspects of the history of chemistry; examples of chemical contexts and work chemicals; discussions on chemistry and philosophy, to humanize science and closer social interests, the goal that we aim in this work, through bibliographical research in allusion to the binding of the philosophy of chemistry in teaching qualification.

Keywords: Education ; Chemistry; Philosophy of Chemistry.

 


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM