Avaliação da contaminação por enteroparasitas em alfaces (lactuca sativa) comercializadas em restaurantes com alimentos expostos ao consumo no município de Sorocaba/SP

Caio Vieira Magalhães Ornelas, Felipe Ladeira Caracuel, Carolina Guilherme Prestes Beyrodt

Resumo


Diante de um cotidiano pauta do por uma intensa influência dos meios decomunicação a respeito da alimentação saudável e de baixo teor calórico,bem como de um progressivo número de campanhas sociais combatendoa obesidade e seu alto valor epidemiológico sobre a sociedadecontemporânea, as hortaliças têm recebido ampla ênfase no cenárionutricional dos dias de hoje. Entretanto, tais aspectos são tambémacompanhados de extrema cautela, uma vez que as hortaliças sãoimportantes veículos de infecções ao organismo humano através de umavasta gama de possíveis parasitas, devido à manipulação pré-consumo einclusive o consumo cru. O trabalho que se segue teve como objetivopesquisar a presença de enteroparasitas especificamente em alfacescomercializadas em restaurantes com alimentos expostos ao consumo nomunicípio de Sorocaba-SP. As amostras de alface crespa (Lactuca sativa)coletadas foram submetidas a uma série de etapas para análise:inicialmente houve lavagem em sacos plásticos durante 30 minutos,seguida de sedimentação do líquido por 24 horas e, por fim, análiseparasitológica da amostra por microscopia óptica. Das 40 amostrasrealizadas, apenas 5% continham enteroparasitas. Outras duas amostrascontinham achados como Paramecium spp. e ácaro. Os resultadosreforçam a necessidade de um a boa higienização das hortaliças, mas,devido ao grande número de restaurantes em Sorocaba comparado com ode amostras coletadas, é inadequado considerar generalizar a premissade que os restaurantes self-service possuam alfaces crespa (Lactucasativa) higienizadas e próprias para o consumo em Sorocaba.

Palavras-chave


enteroparasitas; alface; lactuca sativa; self

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

  



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.