Nos bastidores do heavy metal: das ‘notas acidentadas e ritmo irregular’ ao prazer e magia do palco

Guilherme André Braga, Cintia Rodrigues de Oliveira Medeiros, Veronica A. Freitas De Paula

Resumo


A indústria criativa despertou interesse da administração nos anos 1990, surgindo estudos orientados a conceitos, características e influência na economia. Entretanto, estudos relacionados ao comportamento organizacional neste setor têm sido raros. Nesse contexto, objetivamos explorar as interpretações dos músicos de heavy metal de cenas locais sobre as expectativas em relação a seu trabalho. A pesquisa é qualitativa, utilizamos entrevistas semiestruturadas e análise de conteúdo. Resultados mostram que os músicos de heavy metal entrevistados são movidos pelo prazer e magia do palco, estilo de vida, ao mesmo tempo que revelam o dark side do setor representado pelos diversos desafios.

Palavras-chave


Indústria criativa; Trabalho; Bandas de música

Texto completo:

PDF XML


DOI: http://dx.doi.org/10.20503/recape.v8i3.36041

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.