O Fandango de Esporas e a façanha mestiça de reinventar-se na cidade

Eloisa Leite Domenici

Resumo


O Fandango de Esporas é uma tradição cênico-poético-musical paulista encontrada em localidades que foram marcadas pela presença do tropeirismo. Retirada do ambiente rural onde nasceu, ressurge agora nas cidades e reflete a potência criadora do caipira que, desde meados do século XX, tenta reinventar-se nas cidades. A riqueza poética de suas modas de viola, a vitalidade de sua dança sapateada e a religiosidade marcada pela devoção a São Gonçalo, um santo violeiro que gosta de música e dança,  são aspectos que denotam traços ibérico-tupi-caboclos prenhes de uma subjetividade barroca própria de nossa civilização externo solar. Sua expressão contemporânea sugere uma forma de contornar o epistemicídio ocasionado pelo êxodo rural.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.