SOBRE A POLÍTICA CURRICULAR NO ESTADO DE SÃO PAULO (2007-2009): ALGUMAS REFLEXÕES E ENCAMINHAMENTOS

Vitória Azevedo da Fonseca, Paulo Gomes Lima

Resumo


A proposta deste texto é discutir a política curricular implementada pelo Estado de São Paulo, a partir do ano de 2008, considerando, no entanto, não apenas a proposta Curricular e a definição dos conteúdos, mas, ampliando a análise para a discussão das políticas de avaliação, de bonificação por resultados e a ênfase sobre os materiais didáticos. Esses instrumentos em conjunto delineiam as definições da prática escolar e o “caminho” a ser trilhado no processo de aprendizagem da escola pública em São Paulo. Assim, o Estado define os conteúdos a serem aprendidos não apenas no texto da Proposta Curricular, mas, afinados com sua finalidade e ideário: manter a hegemonia por meio de um currículo que reflete de forma ampla a defesa de uma educação em sintonia com o mercado.


Palavras-chave


Políticas curriculares. Estado de São Paulo. Escola pública.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2018v16i3p544-565

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

  • Nacionais

CNEN LivRe        Periódicos CAPES        Educ@        IBICT

  •  Internacionais

Latindex        Dialnet      DOAJ      Google Acadêmico       REDALyC

SJLibrary.org            UNC University Libraries             WorldCat