Emoção: efeitos sobre a voz e a fala na situação em público

Renata A. Barbosa, Silvia Friedman

Resumo


Objetivo: estudar os efeitos da emoção sobre a voz, a fala e a fluência na situação de falar em público, em um conjunto de pessoas que referiram ter dificuldade em fazê-lo. Método: Foram coletados dados de 4 pessoas em três momentos: 1- situação de seminário/palestra; 2- entrevista momentos antes da palestra 3- entrevista logo após a palestra. Três juizes analisaram a gravação da palestra em relação a parâmetros de voz e de fluência de fala. As entrevistas foram analisadas por meio da proposta de análise de discurso de Rosalind Gill (2002). Resultados: No discurso, foram encontradas cinco categorias: estado emocional/afetivo; contexto; dimensão física; julgamento e como lidar. Antes da apresentação, os participantes referiram medo e insegurança e, após a apresentação, tranqüilidade e alívio. Todos os participantes referiram a presença de medo, sempre relacionado ao fato de estarem sendo observados. Conclusão: O estado emocional alterado interferiu, quanto à voz e à fala, nos parâmetros de coordenação pneumofonoarticulatória, vícios de linguagem e inteligibilidade de fala; quanto à fluência, interferiram no aparecimento de hesitações, repetições, prolongamentos e sons de preenchimento. Quanto à apresentação, houve grande preocupação tanto com o conteúdo como com a forma de falar, por estarem sendo observados pelo outro.

Palavras-chave


emoção; falar em público; voz; fala.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.