O envelhecer institucionalizado de sujeitos sequelados pela Hanseníase da U/E Abrigo João Paulo II

Janice Fabiana Maia de Souza, Teresa Christina da Cruz Bezerra de Sena

Resumo


Este estudo objetiva (i) identificar como o estigma da hanseníase se relaciona ao processo de envelhecimento de idosos que foram compulsoriamente asilados, ainda jovens, na Unidade Especial Abrigo João Paulo II, e (ii) analisar a história de vida dos idosos, a partir do relato de suas impressões sobre o envelhecimento. A pesquisa foi realizada na U/E Abrigo João Paulo II, com participação de 12 idosos sequelados pela hanseníase, de idade entre 60 e 94 anos, 50% homens e 50% mulheres, residentes nessa Instituição, selecionados em 2 etapas: análise e avaliação de prontuários e entrevista com os sujeitos, seguindo um roteiro de questionário. Quanto ao nível educacional, apresentam baixo nível de escolaridade, sendo 16,66% analfabetos; e 83,33% com primário incompleto. Em em relação ao vínculo conjugal, observou-se que 75% são viúvos; 16,66%, solteiros; e 8,33%, casados. Destes últimos, 41,66% tiveram filhos biológicos; 25% filhos adotivos; 16,66% filhos biológicos e adotados; e 16,66% não tiveram filhos. O intuito foi ultrapassar o critério estatístico dos dados, e o discurso construído e socialmente aceito em torno da Hanseníase, trazendo vozes que expressam subjetividades, desvelando os diferentes modos de viver o envelhecimento, colaborando na construção de um saber gerontológico interdisciplinar.


Palavras-chave


Idoso; Hanseníase; Estigma; Institucionalização.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.