A CIDADE E SEUS BENS CULTURAIS: a dimensão urbana da tutela na abordagem dos documentos internacionais

Manoela Rossinetti Rufinoni

Resumo


O reconhecimento do valor cultural dos conjuntos urbanos e os princípios teóricos a serem observados na atuação sobre os mesmos são aquisições conceituais contempladas em diversos documentos internacionais, como a Carta de Veneza (1964), a Declaração de Amsterdã (1975) e a Carta de Washington (1987), entre outros. A observação dos caminhos percorridos na elaboração de alguns desses documentos revela-se salutar. Ao delinear o paulatino entendimento das especificidades urbanas e ao propor diretrizes para sua proteção, tais documentos elucidam os processos cognitivos envolvidos na maturação do conceito de patrimônio urbano e deixam entrever a permanência de antigas dificuldades na prática contemporânea de tutela.

Palavras-chave


patrimônio urbano; preservação; restauração; Carta de Veneza

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: