IN MEMORIAM: POÉTICAS MIDIÁTICAS: DECLAMAÇÃO E RECITAÇÃO

Cármen Lúcia José

Resumo


Ao transformar a poesia literária em peça radiofônica, inevitavelmente, recupera-se a estrutura e os traços da poesia oral que, originariamente, apresentava-se em duas versões de composição da performance vocal: da declamação e da recitação. Inicialmente, usadas como sinônimas, na mídia radiofônica, foi possível produzir distinções que ampliam as possibilidades poéticas do ouvir. Além disso, ao realizar essa tradução, estamos envolvidos, de um lado, com a literatura, que busca romper com o uso comunicativo das palavras e, de outro, com o meio radiofônico, que está integralmente organizado como dispositivo midiático, que se produz por estruturas formulares, porque garantidas quanto ao reconhecimento. Neste capítulo, aprendemos como a Literatura e a Poesia Oral podem emprestar suas Vozes para contribuir como referência ao pensarmos a Voz da declamação e da recitação no meio radiofônico.

Palavras-chave


Comunicação Poética; Dispositivos Midiáticos; Performance Vocal; Declamação; Recitação.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, Augusto. Teoria da Poesia Concreta. SP: Duas Cidades, 1975.

COHEN, Renato. Performance e contemporaneidade: da oralidade à cibercultura. In: Oralidade em tempo&espaço: colóquio Paul Zumthor. (org.) Jerusa Pires Ferreira. SP: Educ, 1999.

DAHLET, Véronique. A Entonação no Dialogismo Bakhtiniano. In: Bakhtin: Dialogismo. (org.) BRAIT, Beth. SP: Contexto, 2003.

JAKOBSON, Roman. Lingüística e Comunicação. SP: Cultrix. 1973.

JOSÉ, Carmen Lucia. SP: Puc, Programa de Pós-graduação em omunicação e Semiótica, tese de doutoramento. 1996.

MAIO, Sandro R. Voz, gesto da linguagem, Limiar do sim, irreparável silêncio. In: (org) OLIVEIRA, Maria Rosa de e PALO, Maria José. Agamben, Glissant, Zumthor. Voz, Pensamento. Linguagem, SP: EDUC, 2013.

MANGUEL, Alberto. Uma História de Leitura. SP: Cia das Letras. 1997.

ONG Walter. Oralidade e cultura escrita. SP: Papirus, 1998.

PIGNATARI, Décio. Comunicação Poética. SP: Cortez & Moraes, 2005.

SCHAFER, Murray. Ouvindo Pensante. SP: Edunesp, 1991.

SEDLMAYER, Sabrina. Giorgio Agamben: literatura e inoperosidade. In: OLIVEIRA, Maria Rosa de e PALO, Maria José.

Agamben, Glissant, Zumthor. Voz, Pensamento. Linguagem, SP: EDUC, 2013.

ZUMTHOR, PAUL. Introdução à poesia oral. Belo Horizonte: Ed. UFMG, Humanitas, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.