Crise institucional: os sem religião de religiosidade própria

Rafael Lopez Villasenor

Resumo


Sabemos que as três principais mudanças que caracterizam o campo religioso brasileiro: a diminuição percentual de católicos, o crescimento dos evangélicos e o aumento dos sem religião. Sobre os dois primeiros aspectos muito se tem escrito e pesquisado, sobre o terceiro bem menos. De fato, ainda pouco se sabe e pouco se tem pesquisado sobre quem são os brasileiros “sem religião” que adentram o século XXI. O texto aborda as transformações religiosas brasileiras e a crise de pertença institucional a partir do subjetivismo religioso dos sem religião ou sem instituição. Esta realidade não é unívoca nem definitiva, mas leva a buscar um novo sentido da vida e novas formas de relacionamento com o transcendente. 


Palavras-chave


Sem religião, subjetividade, mobilidade, instituição.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.